As cidades da antropologia: Entrevista com Michel Agier

Autores

  • Janaína Damasceno
  • Isabela Oliveira Pereira da Silva
  • Natália Helou Fazzioni
  • Guilherme André Aderaldo
  • Heitor Frúgoli JR

DOI:

https://doi.org/10.11606/2179-0892.ra.2010.37397

Resumo

A trajetória de pesquisas de Michel Agier – professor e pesquisador na École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS), coordenador de pesquisas no Institut de Recherche pour le Développement (IRD) e ex-diretor do Centre d’Études Africaines (Ceaf/ EHESS), todos sediados em Paris – configurou-se inicialmente na realização de etnografias em cidades africanas como Lomé (Togo) e Douala (Camarões) (Agier, 1983; 1999). Tais pesquisas são marcadas pelo seu interesse por situações urbanas que propiciam, segundo ele, um entendimento mais profundo acerca de aspectos que talvez não se apreenda senão na cidade. Isso ocorre porque os contextos citadinos são tomados como espaços relacionais onde se produzem fenômenos significativos e invenções culturais inéditas e não apenas justaposição de culturas (Agier, 2006, p.138-140).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Janaína Damasceno

Bacharel em Filosofia pela Universidade Estadual de Campinas (1999) e mestre em Educação pelo Departamento de Ciências Sociais e Educação da mesma instituição (2008), onde dedicou-se ao estudo da Antropologia da Educação (Linha de pesquisa: Sociedade, Cultura, Política e Educação). Atualmente é doutoranda no Programa de Pós-graduação em Antropologia Social da Universidade de São Paulo. Seus interesses incidem sobre História Intelectual Negra; Fotografia e cinema africanos e às relações entre Ciências Sociais, Educação e Patrimônio.

Downloads

Publicado

2012-08-10

Como Citar

Damasceno, J., Silva, I. O. P. da, Fazzioni, N. H., Aderaldo, G. A., & Frúgoli JR, H. (2012). As cidades da antropologia: Entrevista com Michel Agier. Revista De Antropologia, 53(2). https://doi.org/10.11606/2179-0892.ra.2010.37397

Edição

Seção

Entrevista