Para distinguir amigos e inimigos no tempo do Antropoceno

  • Bruno Latour Sciences Po
Palavras-chave: Antropoceno, climatologia, Gaia, ciência-com-política.

Resumo

Apesar de suas ciladas, o conceito de Antropoceno oferece uma via poderosa, se usado de maneira sensata, de evitar o perigo de naturalização ao mesmo tempo em que assegura que o antigo domínio do social – o domínio do “humano” – seja reconfigurado como sendo a terra dos Terráqueos ou dos Terranos. Como a língua de Esopo, ele pode transmitir o pior – ou o que ainda é pior, transmitir mais do mesmo –; isto é, o movimento de vai e volta entre, de um lado, a “construção social da natureza” e, de outro, a visão reducionista dos humanos feitos de carbono e água, forças geológicas entre outras forçaas geológicas, ou, ainda, lama e poeira sobre lama e poeira. Mas esse conceito pode também chamar nossa atenção para o fim do que Whiteahead chamou de “bifurcação da natureza”, ou a recusa da separação entre Natureza e Humanidade que tem paralisado a ciência e a política desde a aurora do modernismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2014-11-09
Como Citar
Latour, B. (2014). Para distinguir amigos e inimigos no tempo do Antropoceno. Revista De Antropologia, 57(1), 11-31. https://doi.org/10.11606/2179-0892.ra.2014.87702
Seção
Artigos