Dos sentimentos subjetivos às provas objetivas: uma etnografia do olhar investigativo (policial e antropológico) frente a cenas de pornografia infantil

  • Laura Lowenkron Universidade de Campinas

Resumo

O objetivo do artigo é discutir os efeitos emocionais e as reconfigurações estéticas resultantes do contato direto com cenas de “pornografia infantil” por meio de investigações da Polícia Federal. Não se pretende realizar uma análise autorreflexiva a respeito das sensações da pesquisadora, mas sim mostrar como o manejo das emoções e o deslocamento de perspectiva (do “horror” para os “indícios” do crime) constituíram aspectos fundamentais do ofício investigativo antropológico e ofereceram as primeiras pistas de como as imagens de “pornografia infantil” eram (re)significadas frente ao olhar investigativo policial. Além disso, representaram também um aprendizado fundamental para a criação das condições de possibilidade não apenas psicológica, mas acima de tudo epistemológica para a realização da pesquisa de campo nesse contexto etnográfico. 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2014-11-11
Como Citar
Lowenkron, L. (2014). Dos sentimentos subjetivos às provas objetivas: uma etnografia do olhar investigativo (policial e antropológico) frente a cenas de pornografia infantil. Revista De Antropologia, 57(1), 145-177. https://doi.org/10.11606/2179-0892.ra.2014.87757
Seção
Artigos