Portal da USP Portal da USP Portal da USP

RAI - Revista de Administração e Inovação


A Revista de Administração e Inovação – RAI é resultado de um trabalho de pesquisadores que atuam nas áreas de ciências sociais aplicadas, especialmente em temas voltados para inovação, tal qual definido pelo Manual de Oslo. Em 2004, o projeto foi concebido e editado pelo Prof. Milton de Abreu Campanario (atuou como editor até outubro de 2015), vinculado ao Núcleo de Política e Gestão Tecnológica da Universidade de São Paulo - PGT/USP. O conceito foi viabilizar um veículo de comunicação de caráter científico, em meio digital (um dos primeiros a utilizar o OJS/SEER no país), de estudos e pesquisas referenciados às áreas de política, economia e gestão da inovação. Desde a sua fundação a RAI conta com o suporte de equipes de pesquisa que compõem o Comitê Científico. No segundo semestre de 2014, a gestão editorial da revista foi totalmente transferida para o SIBiUSP – Sistema Integrado de Bibliotecas da USP (http://www.sibi.usp.br/). Três grandes posturas estratégicas foram assumidas para o desenvolvimento deste projeto editorial:

• Revista Temática: foi aceito o desafio de constituir uma revista científica temática focada em inovação, aberta a diferentes concepções teóricas e metodológicas. Normalmente as revistas disciplinares tinham um escopo multitemático e eram geridas por um departamento acadêmico específico. Na RAI a pirâmide é invertida: um único tema e vários grupos no país dando suporte a esta iniciativa.

• Governança Interinstitucional Coletiva: apesar de assentada no PGT/USP, apostou-se em criar uma estrutura de governança constituída por grupos de pesquisa atuantes nessa área temática nos centros de pesquisa que tem recomendação da CAPES. A composição do Conselho Editorial e do Comitê Científico é diversificada e representativa da área de inovação. Desta forma, o processo editorial é compartilhado entre pesquisadores e docentes de diversas instituições, de modo a evitar o periódico-proprietário, isto é, produzido majoritariamente por pessoas vinculadas a uma IES específica.

• Melhores Práticas Editoriais: a RAI persegue as melhores práticas editoriais de revistas científicas no Brasil, a partir de definições expostas na Política Editorial. A indexação da RAI no REDALYC, EBSCO entre outras é uma indicação de qualidade dos procedimentos editoriais. Outras indexações já foram conquistadas. Este processo é sistematicamente perseguido pelo Conselho Editorial, estando atualmente o processo de indexação no Scielo.

Definições mais precisas da missão, do escopo e da estrutura da revista podem ser encontradas no texto sobre Política Editorial, presente neste site, o que  também é uma pequena inovação. Fundamentalmente, a RAI acolhe artigos sobre as inovações tecnológicas, organizacionais e de mercado - do consumo e da produção - como foco de sua linha editorial. O sistema de submissão está assentado na prática de Dupla Avaliação por Pares (Double Blind Review), garantida o sigilo e a privacidade de autores e avaliadores.

A RAI opera sobre a plataforma Open Journal System (OJS), mais conhecida na comunidade científica brasileira como Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas – SEER. Tecnicamente, o sistema está hospedado no SIBiUSP, o que garante um amplo suporte a todos procedimentos editoriais. 

Classificação no CAPES/QUALIS: B2