Eficiência em inovação de organizações associadas à fundação mineira de software

  • Eder Junior Alves Centro Federal de Educação Tecnológica (CEFET-MG)
  • Carlos Alberto Gonçalves Fundação Mineira de Educação e Cultura – FUMEC e Universidade Federal Minas Gerais
  • Henrique Cordeiro Martins Fundação Mineira de Educação e Cultura – FUMEC
Palavras-chave: Inovação, Empresas de software, Eficiência técnica relativa, Data Envelopment Analysis, DEA

Resumo

Este artigo apresenta um modelo de avaliação da eficiência aplicado a empresas associadas à Fundação Mineira de Software - FUMSOFT. O modelo adotado na mensuração foi o Variable Returns to Scale (VRS) - (BANKER, CHARNES, COOPER, 1984) orientado a produto. A metodologia focou em métricas de produção da inovação nas firmas. Os insumos escolhidos baseados na literatura foram o número de empregados em geral e empregados com formação stricto sensu mestrado ou doutorado; e, os produtos foram faturamento bruto, número de projetos de inovação desenvolvidos com sucesso e participação de novos produtos ou serviços no faturamento. As medidas de resultados foram baseadas na construção e analise da fronteira de eficiência técnica relativa por meio da qual as empresas são classificadas em eficientes e não eficientes. Foram coletados dados de 28 organizações. Utilizou-se o método não paramétrico Data Envelopment Analysis (DEA) (CHARNES, COOPER, RHODES, 1978) para avaliar graus de eficiência. Concluindo, onze organizações operaram com eficiência, nove dispõem de oportunidade para melhoria no total de vinte e oito empresas analisadas. Cinco foram excluídas como outliers.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eder Junior Alves, Centro Federal de Educação Tecnológica (CEFET-MG)
Mestre em Administração pelo CEPEAD-UFMG. Professor do Programa de Graduação em Administração do CEFET-MG e dos cursos de Engenharia de Materiais e Engenharia Mecânica. Atuação em Sistemas de Informação Gerencial, Gestão de Projetos e Planejamento e Controle da Produção. Interesses de pesquisa: gestão de sistemas de informação gerencial, administração da produção, empreendedorismo, gestão do conhecimento e inovação.
Carlos Alberto Gonçalves, Fundação Mineira de Educação e Cultura – FUMEC e Universidade Federal Minas Gerais
Doutor em Administração pela Universidade de São Paulo USP; Mestre em Ciências em Informática pela PUC/RJ. Atualmente professor Associado da FUMEC e UFMG. Publicou vários artigos em periódicos especializados e trabalhos em congressos e eventos nacionais e internacionais. Coordenador do Núcleo de Ensino Pesquisa e Projetos em Mercadologia e Estratégia NUME. Atua na área de Administração com ênfase em Teorias da Estratégia das Organizações, Mercadologia, Sistemas de Inovação e Novos Métodos de Pesquisa em Administração.
Henrique Cordeiro Martins, Fundação Mineira de Educação e Cultura – FUMEC
Doutor em Administração pela UFMG, com estágio sanduíche na Birmingham School, Inglaterra. Mestre em Engenharia de Produção pela UFMG. MBA Executivo em Finanças e Mercado de Capitais pelo Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais-IBMEC. Atualmente é professor titular do programa de doutorado e mestrado acadêmico da Universidade FUMEC.
Publicado
2014-07-02
Como Citar
Alves, E., Gonçalves, C., & Martins, H. (2014). Eficiência em inovação de organizações associadas à fundação mineira de software. INMR - Innovation & Management Review, 11(2), 220-240. Recuperado de http://www.revistas.usp.br/rai/article/view/100143
Seção
Artigos