Afinal, como se formam as estratégias? O processo de formulação estratégica em uma organização do terceiro setor

  • Mauricio Fernandes Pereira
  • Fabiana de Agapito
  • Rolando Juan Soliz Estrada
  • Martinho Isnard Ribeiro de Almeida

Resumo

Tem havido recentemente um grande interesse por parte dos autores em entender como se desenvolve a prática da estratégia organizacional. Partindo desta tendência, o presente trabalho descreve como ocorre o processo de formulação estratégica em uma organização pertencente ao terceiro setor – o SESC/SC (Serviço Social do Comércio em Santa Catarina). A criação da estratégia na organização em estudo é analisada tomando-se como base os referenciais propostos por Whittington (2002), analisando duas dimensões principais: os resultados pretendidos com as estratégias e os processos pelos quais ela acontece. O procedimento de pesquisa se caracteriza por um estudo de caso, de caráter qualitativo e descritivo. Foram utilizados dados primários, obtidos por meio de entrevistas não-estruturadas do tipo focalizada com 16 pessoas da organização todas participantes da coalizão dominante formal ou informal. Com base nos dados coletados observou-se que, na prática da organização pesquisada, as razões que levam ao estabelecimento da estratégia não estão unicamente voltadas aos aspectos econômicos. Quanto à formulação das estratégias, predominou a visão clássica de Whittington (2002), por meio da utilização do planejamento estratégico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mauricio Fernandes Pereira
Doutor em Engenharia de Produção – UFSC
Fabiana de Agapito
Mestre em Administração - UFSC
Rolando Juan Soliz Estrada
Doutor em Engenharia de Produção - UFSC
Martinho Isnard Ribeiro de Almeida
Doutor em Administração - USP
Publicado
2007-02-16
Como Citar
Pereira, M., Agapito, F., Estrada, R., & Almeida, M. (2007). Afinal, como se formam as estratégias? O processo de formulação estratégica em uma organização do terceiro setor. INMR - Innovation & Management Review, 3(1), 56-75. https://doi.org/10.5585/rai.v3i1.51
Seção
Artigos