Estrutura, variáveis matemáticas e validação do modelo de campos e armas da competição

  • José Celso Contador Universidade Nove de Julho
Palavras-chave: Campos e armas da competição, completude, consistência, filosofia da Ciência, metodologia científica, teoria da Competitividade, validação.

Resumo

O modelo de campos e armas da competição foi publicado, até agora, como referencial teórico de muitos estudos, portanto de forma fragmentada. Devido ao grau de consolidação que atingiu, é o momento de publicá-lo na íntegra, a fim de lançá-lo à discussão na comunidade científica da área de estratégia. É um modelo da Teoria da Competitividade, validado cientificamente, que, por ser qualitativo e quantitativo, tem vantagens em relação ao modelo de Porter, RBV e Balanced Scorecard. Ele nasceu de uma idéia simples: separar, de acordo com o interesse do cliente, as chamadas vantagens competitivas, distinguindo as que lhe interessam das que não lhe interessam. As primeiras referem-se aos campos da competição, e as segundas, às armas da competição. Os campos da competição estão relacionados à estratégia competitiva de negócio, e as armas da competição, às estratégias competitivas operacionais. No primeiro artigo da série foram expostos vários conceitos sobre o modelo CAC. Mas eles foram tratados isoladamente. Neste, que é o segundo artigo, serão apresentadas a estrutura do modelo, as suas variáveis matemáticas e a sua validação científica. O terceiro artigo tratará do processo de formulação da estratégia competitiva.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Celso Contador, Universidade Nove de Julho
Doutor em Engenharia Mecânica pela Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo – EESC/USP Professor do Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Nove de Julho – UNINOVE
Publicado
2009-02-27
Como Citar
Contador, J. C. (2009). Estrutura, variáveis matemáticas e validação do modelo de campos e armas da competição. INMR - Innovation & Management Review, 5(3), 20-41. https://doi.org/10.5585/rai.v5i3.192
Seção
Artigos