Modelo de produção de material didático: o uso da notação BPMN em curso a distância

Autores

  • Mauricio Fernandes Pereira Universidade Federal de Santa Catarina

Palavras-chave:

BPMN, Curso a distância, Processo de produção de material didático.

Resumo

O presente estudo tem por objetivo analisar o Processo de Produção de Material Didático (PPMD) do curso de Administração a Distância da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), apresentando suas etapas essenciais e definindo o papel dos principais agentes nele envolvidos, por meio da notação BPMN, de modo a propor-lhe melhorias. Na metodológica, utilizam-se o estudo de caso aplicado e descritivo e a abordagem qualitativa a partir de dados primários e secundários. A procedência dos dados primários é de observação direta e entrevistas não estruturadas, por meio das quais foi possível discutir com os envolvidos no processo de produção de material a respeito do tema em estudo. Tais sujeitos de pesquisa foram escolhidos por acessibilidade, os quais integram uma amostra não probabilística composta por 5 membros da equipe gráfica e 5 professores do Curso. Já os secundários são obtidos dos guias e manuais disponíveis no curso. Para análise do caso, foi contextualizado o curso de Administração a Distância da UFSC do programa Universidade Aberta do Brasil (UAB). Na análise dos dados foram apresentadas as etapas de planejamento e elaboração do material didático. Ele possui seu início no planejamento do curso e das disciplinas a serem oferecidas, sendo necessário verificar alguns indicadores de direcionamento à ação dos gestores, a exemplo dos objetivos de cada disciplina, público-alvo, tecnologias utilizadas e formato do Ambiente Virtual de Ensino-Aprendizagem (AVEA). Os conhecimentos e atitudes que se desejam proporcionar ao estudante são outros dois fatores importantes nessa fase do curso. Esses indicadores servem de base para a modelagem do PPMD por meio da notação BPMN, além de serem caracterizadas as principais funções dos principais agentes envolvidos nesse processo: Professores, Designer Instrucional, Diagramador e Revisor de Português e Comissão Editorial. As considerações finais pautam-se no planejamento constante das etapas do PPMD, de modo a conhecer e detalhar os principais fluxos de informação inseridos no processo. Foi utilizada a modelagem por meio do BPMN de modo a assegurar uma melhor representação gráfica do processo, criando-se assim um modelo acessível a todos os profissionais envolvidos no desenvolvimento, implementação e controle da produção de material didático para o referido Curso a distância.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mauricio Fernandes Pereira, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutor em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC Professor da Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC

Downloads

Como Citar

Pereira, M. F. (2012). Modelo de produção de material didático: o uso da notação BPMN em curso a distância. INMR - Innovation & Management Review, 8(4), 45-66. Recuperado de http://www.revistas.usp.br/rai/article/view/79237

Edição

Seção

Artigos