Portal da USP Portal da USP Portal da USP

A influência do drawback nas atividades logisticas em empresas de bens de capital mecânico

Roberto Giro Moori, Sussumo Tatenauti Konda, Odair Oliva de Farias, Tatiana Mayumi Moori

Resumo


Esta pesquisa, de natureza descritiva, teve por objetivo entender como os gestores administravam o regime aduaneiro do drawback. Para tanto, comparou-se o desempenho das atividades logísticas entre Micros e Pequenas Empresas (MPEs) e Médias e Grandes Empresas (MGEs) do setor de bens de capital mecânico. Fundamentada na gestão da logística integrada, utilizou-se de questionários semi-estruturados para coletar dados junto a uma amostra composta de 73 empresas. Tratadas pela estatística descritiva e técnicas não paramétricas de Mann-Whitney, Kolmogorov-Smirnov e Qui-Quadrado (?2) revelaram que de um total de 20 variáveis analisadas, 45% delas apresentaram desempenhos logísticos diferentes sendo 15% favoráveis às (MPEs) e 30%, às (MGEs). A partir destes resultados pode-se concluir que a influência do regime aduaneiro do drawback: a) nas MPEs, ocorreu na etapa de suprimentos, nas importações de componentes ou de matéria prima com vistas à qualidade e custos; b) nas MGEs, ocorreram nas etapas de apoio à manufatura e exportação focadas na eficiência produtiva, desenvolvimentos de novos mercado externo e clientes e margem de contribuição compensadores. Além disso, não houve evidência de que as competências adquiridas pela utilização do drawback, fossem canalizadas para a modernização das instalações fabris, melhoria dos coeficientes técnicos de agregação de matérias primas ao produto ou capacitação administrativa com a finalidade de melhorar o posicionamento competitivo no mercado interno.

Palavras-chave


Logística integrada, Micros e Pequenas Empresas, Médias e Grandes Empresas, Desempenho logístico, Regime aduaneiro do drawback

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5773/rai.v9i4.763

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista de Administração e Inovação ISSN: 1809-2039