Portal da USP Portal da USP Portal da USP

Velocidade da acumulação de capacidades tecnológicas em economias emergentes: evidências de empresas do Brasil

Samuel Façanha Câmara, Rafael Kuramoto Gonzalez, Janaina Piana

Resumo


O objetivo do artigo é analisar a velocidade de acumulação de capacidades tecnológicas dos setores/empresas brasileiras. Os resultados obtidos por meio da meta-análise demonstraram que o grupo composto pela Motorola, Bens de Capital e Aço apresentou a taxa de crescimento das capacidades tecnológicas constantes em relação ao tempo. Já, os setores/empresas de Software, Eletrônicos (EE), Motos e Bicicletas (MCB) e Fornecedores de EE e MCB apresentaram um crescimento acelerado. Por fim, o grupo composto pelas empresas dos setores florestal, papel e celulose teve um crescimento acelerado, porém, estas empresas já atingiram nível de liderança mundial. Sugere-se que além da aprendizagem tecnológica, aspectos macroambientais, políticas setoriais, instituições de apoio e especificidades da firma são variáveis determinantes na velocidade de acúmulo de capacidade tecnológica. Contudo, foi verificado que a literatura carece de estudos empíricos que demonstrem esse tipo de relação, bem como, modelos com métricas homogêneas que permitam a comparabilidade dos resultados.

Palavras-chave


capacidade tecnológica, meta-análise, velocidade de acumulação tecnológica, firmas latecomer, dinâmica tecnológica

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5773/rai.v1i1.1101

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista de Administração e Inovação ISSN: 1809-2039