A ECONOMIA POLÍTICA NOS DEBATES PARLAMENTARES PORTUGUESES NA PRIMEIRA METADE DO SÉCULO XIX

  • Natalia Tammone Universidade de São Paulo
Palavras-chave: economia política, Portugal, debates parlamentares

Resumo

O presente artigo parte da hipótese que através dos debates parlamentares de Portugal faz-se possível compreender as dinâmicas políticas e as soluções econômicas propostas para a solução dos problemas econômicos em que o país encontrava-se na primeira metade do século XIX. Objetiva-se esclarecer de que maneira os parlamentares buscaram embasar suas propostas em ideias oriundas da Economia Política, usada como um argumento de autoridade para endossar diversas propostas de reorganização do país. Embora essas alusões nem sempre se baseiem em argumentos teóricos ou na utilização cuidadosa de preceitos definidos da ciência econômica, tal recurso retórico fortalecia o argumento desses atores políticos. Utiliza-se como fonte os debates parlamentares procurando mostrar a multiplicidade de discursos disponíveis sobre a Economia Política, o papel que esta desempenhava na oratória e no discurso de recuperação econômica de Portugal, assim como as políticas e propostas que perpassavam esses discursos. Dessa maneira, emprega-se os discursos parlamentares como fonte privilegiada para apreensão do pensamento econômico em Portugal, suas relações com a Economia Política e com as teorias econômicas em voga, além de apontarem para sua aplicabilidade na realidade prática do Império português.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Natalia Tammone, Universidade de São Paulo
Doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em História Econômica da USP
Como Citar
Tammone, N. (1). A ECONOMIA POLÍTICA NOS DEBATES PARLAMENTARES PORTUGUESES NA PRIMEIRA METADE DO SÉCULO XIX. Angelus Novus, 13(13), 191-205. Recuperado de http://www.revistas.usp.br/ran/article/view/127581
Seção
Dossiê temático: Império e Colonização