A energia e a experiência esportiva

  • Eduardo Fernandes NAZARETH Universidade do Estado do Rio de Janeiro; Instituto de Estudos Sociais e Políticos

Resumo

Resumo Esse artigo é parte de um esforço de compreensão do que caracteriza a condição de jogador na prática de esportes coletivos com bola como o futebol, o basquetebol, o voleibol, entre outros. A partir de uma perspectiva fenomenológica, buscou-se compreender em especial um aspecto constitutivo fundamental à experiência de jogar - a energia. Como ela é mobilizada, concentrada e continuamente exteriorizada em ações que se ordenam pela forma da atividade esportiva, determinando a vivência de uma experiência prática singular? Essa é nossa questão central, a ser respondida a partir do método da redução fenomenológica, com a qual visamos compreender justamente como a energia desempenha um papel constitutivo fundamental a essa experiência prática, intersubjetiva, total, integrada, fluente e arrebatadora, que envolve o outro, os objetos, o espaço e o tempo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2015-12-01
Como Citar
NAZARETH, E. (2015). A energia e a experiência esportiva . Revista Brasileira De Educação Física E Esporte, 29(4), 601-620. https://doi.org/10.1590/1807-55092015000400601
Seção
Sociocultural