A forja identitária de lutadores veteranos: além do último “round”

  • Samuel Thomazini OLIVEIRA Faculdade Multivix
  • Felipe Quintão ALMEIDA Universidade Federal do Espírito Santo; Centro de Educação Física e Desportos
  • Ivan Marcelo GOMES Universidade Federal do Espírito Santo; Centro de Educação Física e Desportos

Resumo

Discute aspectos relacionados com a forja (bio)identitária de praticantes veteranos de esportes de combate na região metropolitana de Vitória, Espírito Santo/ES. A pesquisa se desenvolveu por meio de trabalho empírico, realizando entrevistas semiestruturadas com cinco lutadores com idades entre 38 e 74 anos. Problematiza aspectos recorrentes nos estudos que se dedicaram a mapear os referenciais que participam da construção (bio)identitária de lutadores, assim como aquelas pesquisas que se dedicaram às análises sobre o término da carreira esportiva. Conclui que os lutadores desenvolvem maneiras (alternativas) de manutenção (bio)identitária diante a diminuição do rendimento esportivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-06-01
Como Citar
OLIVEIRA, S., ALMEIDA, F., & GOMES, I. (2016). A forja identitária de lutadores veteranos: além do último “round” . Revista Brasileira De Educação Física E Esporte, 30(2), 397-406. https://doi.org/10.1590/1807-55092016000200397
Seção
Sociocultural