Atividade física no lazer, deslocamento, apoio social e percepção do ambiente urbano em homens e mulheres de Florianópolis/SC

  • Joris Pazin Universidade do Estado de Santa Catarina; Centro de Ciências da Saúde e do Esporte
  • Maria de Fátima Silva Duarte Universidade Federal de Santa Catarina; Centro de Desportos
  • Adriano Ferretti Borgatto Universidade Federal de Santa Catarina; Centro de Desportos
  • Marco Aurélio Peres Universidade Federal de Santa Catarina; Centro de Desportos
  • Lisiane Schilling Poeta Universidade Federal de Santa Catarina; Centro de Desportos

Resumo

O objetivo do estudo foi identificar características do ambiente físico e social percebido associadas à atividade física no lazer (AFL) e deslocamento (AFD) em homens e mulheres. Amostra sistemética de 746 pessoas residentes em Florianópolis/SC obtida por lista telefônica. Utilizou-se o questionário internacional de atividade física [IPAQ) versão longa e o questionário da escala de mobilidade ativa no ambiente comunitário “news” adaptado. Os desfechos investigados foram: não atender as recomendações em relação à atividade física (NARAF) nas AFL e AFD em homens e mulheres. Como variáveis exploratórias foram investigadas as caracteristícas das variáveis sócio-demográficas, percepção do ambiente, saúde gerai e índice de massa corporal. Foi realizada análise de regressão logística para estimar as razões de chance bruta e ajustada dos atributos do ambiente físico e apoio social das pessoas que NARAF. Ataxa de resposta foi de 91% (n = 746). A prevalência de mulheres que NARAF no deslocamento foi de 73,3% (69,1-77,5%) e a de homens de 71,1% (66,1-76,2%). Nas AFL a prevalência de mulheres que NARAF foi de 78,4% (74,5-78,3%) e a de homens de 74,9% (70,1-79,7%). Nas AFD os atributos do ambiente associados a menos chance de NARAF foram: morar em área próxima ao comércio; academia e agênda bancária próximo de casa. Nas AFL, ruas iluminadas, segurança durante o dia, local para caminhar próximo de casa e morar próximo à orla marítima. Programas de promoção de AFL em adultos devem considerar variáveis do ambiente urbano (ruas iluminadas, segurança, local para caminhar ou praticar atividade física e a atratividade dos locais). Para promover as AFD devem ser consideradas as estruturas públicas e privadas (proximidade dos centros de compra, academias, agêndas bancárias e atratividade dos locais).

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-09-01
Como Citar
Pazin, J., Duarte, M., Borgatto, A., Peres, M., & Poeta, L. (2016). Atividade física no lazer, deslocamento, apoio social e percepção do ambiente urbano em homens e mulheres de Florianópolis/SC . Revista Brasileira De Educação Física E Esporte, 30(3), 743-755. https://doi.org/10.1590/1807-55092016000300743
Seção
Pedagógica e Comportamental