A influência do desempenho motor no “status” social percebido por crianças

  • Pâmella MEDEIROS Universidade do Estado de Santa Catarina; Centro de Ciências da Saúde e do Esporte
  • Marcela Almeida ZEQUINÃO Universidade do Estado de Santa Catarina; Centro de Ciências da Saúde e do Esporte
  • Fernando Luiz CARDOSO Universidade do Estado de Santa Catarina; Centro de Ciências da Saúde e do Esporte

Resumo

Este estudo teve como objetivos descrever o desempenho motor de crianças e adolescentes em relação ao “status” social dos mesmos segundo a percepção dos colegas nos diferentes sexos, além de verificar se há o efeito sexo nessa possível associação. Participaram desta pesquisa 300 crianças e adolescentes do 3º ao 5º ano e da 4a a 6a série do Ensino Fundamental de duas escolas públicas, com idades entre oito e 14 anos. Os instrumentos utilizados foram a Bateria motora TGMD-2 e a Escala Subjetiva de Status Social. As meninas apresentaram melhor desempenho motor que os meninos, no entanto, apenas os meninos com melhor desempenho motor também apresentaram maior “status” social percebido. Tal situação nos indica que os meninos estão mais suscetíveis a avaliações sociais positivas pautadas em competências físicas que as meninas, podendo fazer uso do seu melhor nível de desempenho motor para elevar a sua popularidade na escola através de práticas esportivas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-12-01
Como Citar
MEDEIROS, P., ZEQUINÃO, M., & CARDOSO, F. (2016). A influência do desempenho motor no “status” social percebido por crianças . Revista Brasileira De Educação Física E Esporte, 30(4), 1069-1077. https://doi.org/10.1590/1807-55092016000401069
Seção
Pedagógica e Comportamental