Efeitos do pedido de timeout de equipa na performance colectiva no andebol em função do contexto do jogo

Autores

  • Fernando Gomes Universidade de Lisboa. Faculdade de Motricidade Humana. SpertLab
  • Anna Volossovitch Universidade de Lisboa. Faculdade de Motricidade Humana. SpertLab
  • António Paulo Ferreira Universidade de Lisboa. Faculdade de Motricidade Humana. SpertLab

DOI:

https://doi.org/10.11606/1807-5509201700020413

Palavras-chave:

Análise do jogo, Andebol, Timeout, Variáveis contextuais, Indicadores de performance.

Resumo

O objetivo do presente estudo foi analisar o efeito do pedido de timeout de equipa (TOE) nos indicadores de performance coletiva (eficácia defensiva, eficácia ofensiva e alteração da diferença pontual) em função dos factores contextuais (local do jogo, período de jogo e resultado corrente). Foram analisados 286 TOE, solicitados em 120 jogos da liga ASOBAL da época 2010/2011. Os indicadores de performance foram registados em três momentos; a) no momento do pedido de TOE, b) na terceira posse de bola e c) na quinta posse de bola posterior ao TOE. O teste de ANOVA de medidas repetidas mista foi utilizado para avaliar o efeito de TOE sobre os indicadores de performance em diferentes contextos competitivos. O TOE revelou um efeito positivo de 1ª ordem de baixa magnitude sobre a eficácia defensiva. O efeito interativo positivo de TOE com o período de jogo foi registado sobre a eficácia ofensiva. O impacto de TOE sobre a diferença pontual variou em função do período do jogo e do resultado corrente no momento da solicitação de TOE. O efeito foi positivo e significativo no intervalo de tempo [31’-50’] e significativamente negativo entre os 21 minutos e os 30 minutos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-12-20

Como Citar

Gomes, F., Volossovitch, A., & Ferreira, A. P. (2017). Efeitos do pedido de timeout de equipa na performance colectiva no andebol em função do contexto do jogo. Revista Brasileira De Educação Física E Esporte, 31(2), 413-421. https://doi.org/10.11606/1807-5509201700020413

Edição

Seção

naodefinida