O efeito das variáveis situacionais na efetividade do arremesso em jogos reduzidos de basquetebol

  • Fabrício Freire Rocha Universidade de São Paulo. Escola de Educação Física e Esporte
  • Ademir Felipe Schultz Arruda Universidade de São Paulo. Escola de Educação Física e Esporte
  • Bernardo Miloski Universidade de São Paulo. Escola de Educação Física e Esporte
  • Gustavo Lucena Anibal Drago Esporte Clube Pinheiros. Centro Integrado de Apoio ao Atleta
  • Murilo Lucena Anibal Drago Esporte Clube Pinheiros. Centro Integrado de Apoio ao Atleta
  • Umberto Cesar Corrêa Universidade de São Paulo. Escola de Educação Física e Esporte
  • Marcelo Saldanha Aoki Universidade de São Paulo. Escola de Artes, Ciências e Humanidades
  • Alexandre Moreira Universidade de São Paulo. Escola de Educação Física e Esporte
Palavras-chave: Jovens atletas, Análise de jogo, Jogos coletivos, Dinâmica ecológica.

Resumo

O objetivo do presente estudo foi verificar a influência das variáveis situacionais na efetividade da finalização (arremessos) de jogadores de basquetebol, durante jogos reduzidos (JRs). A amostra foi constituída de 24 jogadores, das categorias sub-15 e sub-17 (15,6 ± 0,4 anos; 82,1 ± 9,9 kg; 187,6 ± 8,0 cm), pertencentes a equipes que participaram do Campeonato Paulista. Foram analisados 8 JRs, compostos por 4 períodos de 4 minutos, com intervalo de 1 minuto entre os períodos, realizados em uma quadra de tamanho oficial (28m x 15m), com três jogadores em cada equipe (3 vs. 3). O resultado do teste de qui-quadrado indicou que a efetividade da finalização apresentou associação com o tipo de posse de bola (p<0,001), com a condição do arremessador (marcado vs. desmarcado) (p<0,001) e com a distância do arremesso (p<0,001). A regressão logística mostrou que a probabilidade de efetividade do arremesso diminuiu mais de 65% (p<0,001) quando o arremessador estava “marcado” comparado com a condição oposta (desmarcado). Os arremessos curtos apresentam maior chance de sucesso (arremesso efetivo) em aproximadamente 84% quando comparado ao arremesso de média distância (p<0,001). Os resultados, portanto, sugerem que a efetividade do arremesso é influenciada pelo posicionamento do arremessador (distância do marcador) e proximidade da cesta. Em uma perspectiva prática, pode-se sugerir que técnicos orientem seus atletas a buscarem espaços próximos da cesta, sem marcação, a fim de aumentar a chance de sucesso do arremesso.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-12-20
Como Citar
Rocha, F., Arruda, A., Miloski, B., Drago, G., Drago, M., Corrêa, U., Aoki, M., & Moreira, A. (2017). O efeito das variáveis situacionais na efetividade do arremesso em jogos reduzidos de basquetebol. Revista Brasileira De Educação Física E Esporte, 31(2), 447-455. https://doi.org/10.11606/1807-5509201700020447
Seção
naodefinida