Caracterização dos passes realizados entre jogadores brasileiros no FIFA World Cup 2014

uma abordagem baseada em network

Autores

  • Filipe Manuel Clemente Escola Superior de Desporto e Lazer, Melgaço. Instituto Politécnico de Viana do Castelo
  • Fernando Manuel Lourenço Martins Escola Superior de Desporto e Lazer, Melgaço. Instituto Politécnico de Viana do Castelo
  • Dimitris Kalamaras New Media Network Synapsis S.A
  • Patrícia Oliveira Instituto de Telecomunicações, Delegação da Covilhã
  • Joana Oliveira Instituto de Telecomunicações, Delegação da Covilhã
  • Rui Sousa Mendes Escola Superior de Desporto e Lazer, Melgaço. Instituto Politécnico de Viana do Castelo

DOI:

https://doi.org/10.11606/1807-5509201700040835

Palavras-chave:

Futebol; Análise de Jogo; Cooperação; Teoria de Grafos; Desempenho.

Resumo

Uma das formas possíveis de cooperação entre companheiros de equipa no processo de construção atacante pode ser determinada pelo direcionamento dos passes. Considerando o exposto, este estudo teve como objetivo identificar as propriedades de interação presentes na rede de passes dos jogadores da seleção brasileira que disputaram o torneio FIFA World Cup 2014. Para o efeito aplicaram-se métricas para caracterização das propriedades gerais da rede, bem como, para identificação da centralidade do posicionamento tático dos jogadores. Métodos: Um total de 2159 passes distribuídos por 611 unidades de ataque em 7 jogos oficiais disputados pela seleção Brasileira de futebol no FIFA World Cup 2014 foram analisados no presente estudo. Foi possível verificar que os valores mais reduzidos de densidade da rede e total de conexões foram atingidos no 2º jogo (0,673) e os valores mais elevados foram alcançados no 7º jogo (0,791). No caso dos níveis de centralidade (out-degree), constatou-se que os maiores valores foram sempre atingidos por defensores ou pelo volante da equipa (médio defensivo). Quanto aos níveis de prestígio (in-degree) verificou-se que em 5 dos 7 jogos os maiores valores foram atingidos pelos defensores e nos restantes 2 foi o avançado o alvo da equipa. Resumidamente, o presente estudo identificou que os valores gerais da rede de passes foram relativamente estáveis ao longo dos jogos e que os defensores e médios foram determinante no processo de construção ofensiva, sendo que, o atacante foi o alvo principal da equipa para direcionar os passes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Filipe Manuel Clemente, Escola Superior de Desporto e Lazer, Melgaço. Instituto Politécnico de Viana do Castelo

Instituto de Telecomunicações, Delegação da Covilhã

Fernando Manuel Lourenço Martins, Escola Superior de Desporto e Lazer, Melgaço. Instituto Politécnico de Viana do Castelo

Instituto de Telecomunicações, Delegação da Covilhã

Rui Sousa Mendes, Escola Superior de Desporto e Lazer, Melgaço. Instituto Politécnico de Viana do Castelo

Instituto de Telecomunicações, Delegação da Covilhã

Downloads

Publicado

2017-12-23

Como Citar

Clemente, F. M., Martins, F. M. L., Kalamaras, D., Oliveira, P., Oliveira, J., & Mendes, R. S. (2017). Caracterização dos passes realizados entre jogadores brasileiros no FIFA World Cup 2014: uma abordagem baseada em network. Revista Brasileira De Educação Física E Esporte, 31(4), 835-844. https://doi.org/10.11606/1807-5509201700040835

Edição

Seção

Artigos