Celebração e transgressão: a representação do esporte na adolescência

  • Rosane Maria Kreusburg Molina Universidade do Vale do Rio dos Sinos
  • Lisandra Oliveira e Silva Universidade do Vale do Rio dos Sinos
  • Fabiano Vaz da Silveira Universidade do Vale do Rio dos Sinos
Palavras-chave: Esporte, Educação e saúde, Representações sociais, Crianças e adolescentes

Resumo

O presente estudo é resultado de uma pesquisa cujo objetivo principal foi o de compreender como as práticas pedagógicas que constituem o cotidiano de um projeto social colaboram na produção das representações sobre educação, esporte e saúde, na perspectiva das crianças e dos adolescentes que dele participam. O contexto investigado, um Programa de Extensão Universitária, pedagogicamente organizado para atender crianças e adolescentes de periferia urbana, tem como eixo central da sua proposta político-pedagógica a idéia de educação/esporte/saúde. Os instrumentos de pesquisa foram: análise de documentos, observações etnográficas e entrevistas, O conhecimento gerado pela pesquisa evidencia avanços na compreensão da função cumprida pelo .esporte. na construção da identidade dessas crianças e desses adolescentes. Função e significado comparável a outros espaços transgressivos próprios da adolescência, de que são exemplos o clube, o parque, a praia, etc., raramente acessados pelo grupo estudado. O processo analítico evidenciou que as crianças e os adolescentes entendem o "esporte" como opção predileta do ato de brincar; "saúde" como condicionamento a alguns hábitos individuais de higiene, e "educação" como obediência incontestável, sobretudo aos professores, o que permite concluir que as representações construídas pelas crianças e adolescentes evidenciam consensos e contradições, quando comparadas às proposições explicitadas no ideário e nas diretrizes do Programa estudado.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2004-06-01
Como Citar
Molina, R., Silva, L., & Silveira, F. (2004). Celebração e transgressão: a representação do esporte na adolescência . Revista Brasileira De Educação Física E Esporte, 18(2), 125-136. https://doi.org/10.1590/S1807-55092004000200001
Seção
naodefinida