Proposição e validação de um instrumento para avaliação do treino técnico-desportivo de jovens tenistas

  • Marcos Alencar Abaide Balbinotti Universidade do Vale do Rio dos Sinos
  • Carlos Adelar Abaide Balbinotti Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Adroaldo Cezar Araújo Gaya Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • António Teixeira Marques Universidade do Porto - Portugal
Palavras-chave: Treino de jovens, Tênis, Inventário, Validade

Resumo

Este trabalho teve por objetivo propor e validar um instrumento para avaliação do treino técnico-desportivo de tenistas: o Inventário do Treino Técnico-desportivo do Tenista (ITTT). O ITTT foi elaborado através de três amostras independentes de jovens tenistas de 13 a 16 anos de idade, de ambos os sexos, todos participantes de competições oficiais da Confederação Brasileira de Tênis (CBT). O ITTT consiste de 12 afirmações que contemplam 12 jogadas específicas entendidas como básicas para o treino técnicodesportivo do tenista. Os resultados (Alpha de Cronbach = 0,81) garantiram a consistência interna do ITTT. Da mesma forma, apresentaram-se os que garantiram a validade de construto, demonstrando satura ções fatoriais entre 0,84 e 0,52 para o fator 1 (Golpes de Definição - GD) e entre 0,81 e 0,58 para o fator 2 (Golpes de Preparação - GP). Finalmente, os resultados concernentes à validade de conteúdo apresentaram índices claramente favoráveis (r pertinência = 0,68; r clareza = 0,41). Resultados pormenorizados ainda serão encontrados no texto. Concluiu-se que o ITTT apresenta qualidades psicométricas satisfatórias, confiáveis e válidas, permitindo uma avaliação rigorosa do treino técnico-desportivo do jovem tenista brasileiro. Novas pesquisas são ainda recomendadas para os fins de prosseguir o estudo com o ITTT.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2004-09-01
Como Citar
Balbinotti, M., Balbinotti, C., Gaya, A., & Marques, A. (2004). Proposição e validação de um instrumento para avaliação do treino técnico-desportivo de jovens tenistas . Revista Brasileira De Educação Física E Esporte, 18(3), 213-226. https://doi.org/10.1590/S1807-55092004000300001
Seção
naodefinida