Portal da USP Portal da USP Portal da USP

Educação física como prática científica e prática pedagógica: reflexões à luz da filosofia da ciência

Mauro Betti

Resumo


O objetivo deste ensaio é contribuir para o debate epistemológico que se trava na Educação Física brasileira em torno do seu estatuto científico e/ou pedagógico. Para tal, revisa autores brasileiros que tratam do assunto, adotando como parâmetro alguns temas da filosofia da ciência abordados por A. CHALMERS, G. FOUREZ e J. ALVES-MAZZOTTI. A conclusão inicial é que a Educação Física não é uma disciplina científica, mas uma área de conhecimento e intervenção pedagógica que expressa projetos social e historicamente condicionados, os quais, por sua vez levam à construção dos objetos da pesquisa científica, a qual se exercita e transforma constantemente no seio da comunidade acadêmica. No contexto da prática científica, a meta da ciência - produzir conhecimentos no encontro com o mundo físico e social - exige controle epistemológico interno, tarefa específica da comunidade científica. Na qualidade de prática pedagógica, o projeto da Educação Física, que o autor define como "apropriação crítica da cultura corporal de movimento", exige metodologias de pesquisa adequadas, que respeitem a dimensão ético-normativa inerente à prática pedagógica.

Palavras-chave


Educação Física;Ciência;Epistemologia;Prática pedagógica;Cultura corporal de movimento

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1807-55092005000300002

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.