Mudanças de técnicos no futebol estudo com o Campeonato Paulista

  • Bruno Klinke Monteiro Metrocamp
  • João Guilherme Cren Chiminazzo Universidade Estadual de Campinas
  • Fabrício Boscolo del Vecchio Universidade Federal de Pelotas
Palavras-chave: Futebol, Troca de técnico, Classificação Final, Esporte

Resumo

O objetivo do presente estudo foi analisar o efeito das mudanças de técnicos na classificação final das equipes de futebol. Foram analisadas as súmulas oficiais dos jogos de 60 equipes que disputaram o Campeonato Paulista de Futebol de 2009 nas três divisões. A análise dos dados empregou estatística descritiva, correlação de Spearman e regressão linear. Os resultados apontaram para total de 88 trocas de técnicos durante o campeonato, sendo 24 na série A1, 36 na série A2 e 28 na série A3. Apenas na série A1 houve relação significante (rho=0,61; p=0,003) entre a troca de técnicos e a classificação final, sendo que a troca de técnicos determinou em 37% a classificação final (F=10,48; p=0,005). Apesar da troca de técnicos ter sido evento frequente, para as séries A2 e A3 a mesma não teve relação com a classificação da equipe na competição (respectivamente r²=0,12; F=2,42; p=0,13 e r²=0,01; F=0,06; p=0,81). Conclui-se que, na série A1 do Campeonato Paulista de Futebol de 2009, quanto menor o número de trocas de técnicos, melhor foi a classificação competitiva das equipes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruno Klinke Monteiro, Metrocamp

Metrocamp, Campinas, SP, Brasil.

João Guilherme Cren Chiminazzo, Universidade Estadual de Campinas

Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, Brasil.

Fabrício Boscolo del Vecchio, Universidade Federal de Pelotas

Escola Superior de Educação Física, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, RS, Brasil.

Referências

Marturelli Junior M. A organização de trabalhos de treinadores de futebol: estratégias de ação e produtividade de equipes profissionais [dissertação]. Florianópolis (SC): Universidade Federal de Santa Catarina; 2002.

Satterlee T. Making soccer a ‘kick in the grass’: the media's role in promoting a marginal sport, 1975-1977. Int Rev Sociol Sport. 2001;36(3):305-17.

Trapattoni G. Coaching high performance soccer. Spring Ciry, PA: Reedswain; 1999.

Costa IT, Samulski DM. O perfil de liderança de treinadores de futebol do Campeonato Brasileiro Série A/2005. REBEFE. 2006;20(3):175-84.

Marturelli Junior M, Oliveira AL. Treinadores de futebol de alto nível: as evidentes dificuldades que cercam a produtividade destes profissionais. IX Simpósio Internacional Processo Civilizador; 2005 Nov 24-26; Ponta Grossa, BR. Curitiba: Cefet; 2005.

Koging RH. An econometric evaluation of the effect of firing a coach on team performance. Applied Economics. 2003;35:555-64.

Jones RL, Armour KM, Potrac P. Constructing expert knowledge: a case study of a top-level professional soccer coach. Sport, Education and Society. 2003; 8(2): 213-29.

Salomo S, Teichmann K. The relationship of performance and managerial succession in the German Premier Football League. European Journal for Sport Management. 2000; 7: 99-119.

Frick, B, Carlos PB, Joachim P. Analysing head coach dismissals in the German “Bundesliga” with a mixed logit approach. Eur J Oper Res. 2010; 200:151-159.

Balduck AL, Buelens M, Philippaerts R. Short-term effects of midseason coach turnover on team performance in soccer. Res Q Exerc Sport. 2010; 81(3):379-83.

Paola M, Scoppa V. The effects of managerial turnover: evidence from coach dismissals in Italian soccer teams. J Sports Econom. 2012;13(2):152-68.

Federação Paulista de Futebol [Internet]. São Paulo: Federação Paulista de Futebol [cited 2009 Jun 24]. Available from: http://www.futebolpaulista.com.br.

Lee FLF. Spectacle and fandom: media discourse in two soccer events in Hong Kong. Sociol Sport J. 2005; 22(2):194-213.

McTeer W, White PG, Persad S. Manager/coach mid-season replacement and team performance in professional team sport. J Sport Behav. 1995;18(1):58-68.

White P, Persad S, Gee CJ. The effect of mid-season coach turnover on team performance: the case of the National Hockey League (1989-2003). Int J Sports Sci Coach. 2007;2(2):143-152.

Balduck AL, Prinzie A, Buelens M. The effectiveness of coach turnover and the effect on home team advantage, team quality and team ranking. J Appl Stat. 2010;37(4):679-89.

Cushion CJ, Jones RL. A systematic observation of professional top-level youth soccer coaches. J Sport Behav. 2001;24(4):354-76.

Mesquita I, Farias C, Oliveira G, Pereira F. The pedagogical content intervention of the football coach. Rev Bras Educ Fís Esporte. 2009;23(1):25-38.

Hammond J, Perry J. A multi-dimensional assessment of soccer coaching course effectiveness. Ergonomics. 2005;48(11-14):1698-710.

James N. The role of notational analysis in soccer coaching. Int J Sports Sci Coach. 2006;1(2):185-198.

Reis, LJL. Perfil do gestor desportivo de clubes de futebol - uma proposta de modelo de formação [dissertação]. Lisboa (PT): Universidade de Lisboa, Faculdade de Motricidade Humana, 2016.

Publicado
2018-12-20
Como Citar
Monteiro, B., Chiminazzo, J., & Vecchio, F. (2018). Mudanças de técnicos no futebol estudo com o Campeonato Paulista. Revista Brasileira De Educação Física E Esporte, 32(2), 199-206. https://doi.org/10.11606/1807-5509201800020199
Seção
Artigos