Portal da USP Portal da USP Portal da USP

Motivação à prática regular de atividade física: um estudo exploratório com praticantes em academias de ginástica

Marcos Alencar Abaide Balbinotti, Carla Josefa Capozzoli

Resumo


Motivação é entendida dentro do contexto da teoria da Autodeterminação. Esta sugere que uma pessoa pode ser motivada em diferentes níveis. O estudo procurou verificar a existência (ou não) de diferenças estatisticamente significativas (p < 0,05) entre os índices motivacionais de seis dimensões (Controle de Estresse, Saúde, Sociabilidade, Competitividade, Estética e Prazer), controlando-se as seguintes variáveis: sexo e grupo de idades. O IMPRAF-126 (Inventário de Motivação à Prática Regular de Atividade Física) foi respondido por 300 praticantes de ginástica em academias de Porto Alegre/RS, de ambos os sexos e com idades variando entre 18 e 65 anos. As diferenças foram interpretadas conforme a teoria da autodeterminaçao e do desenvolvimento vital humano. Um dos importantes resultados encontrados indica que a dimensão Saúde é a que mais motiva os praticantes de ginástica em academias, quando controladas as variáveis Sexo e Grupo de Idades. Novos estudos devem ser conduzidos a fim de verificar possíveis diferenças no perfil motivacional quado controladas outras variáveis.

Palavras-chave


Motivação;Atividade física;Academia de ginástica;Estudo exploratório

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1807-55092008000100006

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.