Aptidão física de jovens atletas do sexo masculino em relação à idade cronológica e estágio de maturação sexual

Autores

  • Fabrício de Mello Vitor Universidade de São Paulo; Escola de Educação Física e Esporte
  • Rudney Uezu Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • Felipe Bassoli de Souza e Silva Universidade de São Paulo; Escola de Educação Física e Esporte
  • Maria Tereza Silveira Böhme Universidade de São Paulo; Escola de Educação Física e Esporte

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1807-55092008000200005

Palavras-chave:

Desempenho motor, Maturação biológica, Adolescentes

Resumo

A necessidade de considerar-se a influência do crescimento físico e da maturação biológica sobre a aptidão física direcionou este estudo a dois objetivos: a) descrever o desenvolvimento dos componentes da aptidão física de jovens atletas do sexo masculino em grupos etários e estágios maturacionais diferentes; b) verificar o impacto da maturação biológica sobre a aptidão física em dois grupos etários diferentes. A amostra foi composta por 218 jovens atletas do sexo masculino subdivididos em dois grupos etários (Grupo A = 12/13 anos; Grupo B = 14/16 anos). Foram realizados testes que envolvem a capacidade aeróbia, potência de membros inferiores e superiores, resistência muscular abdominal, velocidade de deslocamento, agilidade e flexibilidade. A maturação sexual foi realizada de acordo com o protocolo de Tanner (1962). Utilizou-se análise de variância a um fator a fim verificar diferenças entre os estágios de maturação sexual para cada grupo etário. Todos os componentes da aptidão física apresentaram valores crescentes entre os estágios de maturação sexual dos 12 aos 16 anos, com exceção da resistência muscular abdominal que manteve seus valores constantes no grupo de 12 a 13 anos. A maturação sexual teve efeito significante na potência de membros superiores e inferiores, bem como na velocidade de deslocamento em ambos os grupos etários, na agilidade e flexibilidade para o grupo mais novo e na resistência muscular abdominal para o grupo mais velho. Conclui-se que, as capacidades motoras estudadas apresentaram evolução de acordo com a idade cronológica e nível de maturação biológica; acrescenta-se que a maturação biológica teve efeito significante para ambos os grupos (12/13 anos, 14/16 anos) sobre a potência de membros inferiores, potência de membros superiores e velocidade de deslocamento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-06-01

Como Citar

Vitor, F. de M., Uezu, R., Silva, F. B. de S. e, & Böhme, M. T. S. (2008). Aptidão física de jovens atletas do sexo masculino em relação à idade cronológica e estágio de maturação sexual . Revista Brasileira De Educação Física E Esporte, 22(2), 139-148. https://doi.org/10.1590/S1807-55092008000200005

Edição

Seção

naodefinida