Modelação longitudinal dos níveis de coordenação motora de crianças dos seis aos 10 anos de idade da Região Autônoma dos Açores, Portugal

  • Renata Karine Batista Coelho de Deus Universidade do Porto; Faculdade de Desporto
  • Alcibíades Bustamante Universidade Nacional de Educación Enrique Guzmán y Valle
  • Vitor Pires Lopes Instituto Politécnico de Bragançay Valle; Departamento de Ciências do Desporto
  • André Teixeira e Seabra Universidade do Porto; Faculdade de Desporto
  • Rui Manuel Garganta da Silva Universidade do Porto; Faculdade de Desporto
  • José António Ribeiro Maia Universidade do Porto; Faculdade de Desporto
Palavras-chave: Coordenação motora, Crianças, Estudo longitudinal, Modelação hierárquica

Resumo

Este estudo é percorrido por três principais objetivos: 1) caracterizar o desenvolvimento modal e as diferenças inter-individuais da coordenação motora; 2) verificar a existência de um efeito associado ao gênero; 3) testar a relevância de preditores do desenvolvimento da Coordenação motora (CoM) tais como o IMC e os níveis de Atividade Física. A amostra é constituída de 285 crianças (143 meninos e 142 meninas). A coordenação motora foi determinada a partir da bateria de testes KTK (Equilíbrio em deslocamento para trás, Saltos laterais, Saltos monopedais e Transposição lateral). O questionário de Godin e Shephard (1985) foi utilizado para avaliar a Atividade Física. As estatísticas descritivas básicas foram calculadas no SPSS 15. A mudança intra-individual e as diferenças inter-sujeitos foram efetuadas no programa estatístico HLM, versão 6. É visível um incremento dos valores médios, em ambos os sexos, para as todas as provas do KTK, bem como do IMC e o dos níveis de Atividade Física. Os melhores resultados foram observados nas crianças que estavam no 1º quartil do IMC e no 3º da Atividade Física. Os resultados reafirmam a necessidade de uma estrutura didático-metodologica das aulas de Educação Física para que as crianças alcancem níveis adequados de coordenação para sua idade

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2010-06-01
Como Citar
Deus, R., Bustamante, A., Lopes, V., Seabra, A., Silva, R., & Maia, J. (2010). Modelação longitudinal dos níveis de coordenação motora de crianças dos seis aos 10 anos de idade da Região Autônoma dos Açores, Portugal . Revista Brasileira De Educação Física E Esporte, 24(2), 259-273. https://doi.org/10.1590/S1807-55092010000200009
Seção
naodefinida