Formação esportiva no jiu-jitsu

generalizações e particularidades na perspectiva de atletas brasileiros de elite

  • Lucas Vicentini Universidade de São Paulo. Escola de Educação Física e Esporte de Ribeirão Preto, Ribeirão Preto, SP, Brasil
  • Renato Francisco Rodrigues Marques Universidade de São Paulo. Escola de Educação Física e Esporte de Ribeirão Preto, Ribeirão Preto, SP, Brasil

Resumo

O objetivo deste trabalho foi investigar indicativos socioculturais e pedagógicos que influenciaram a formação esportiva de atletas brasileiros de alto rendimento de jiu-jitsu, residentes no estado de São Paulo, Brasil. Foi tomado como principal referência, o Modelo de Desenvolvimento da Participação Esportiva (DMSP), de modo a fundamentar a análise sobre as trajetórias dos participantes, frente a confirmações e diferenças
em relação às etapas propostas por tal modelo teórico. Esta pesquisa qualitativa baseou-se em entrevistas semiestruturadas com seis atletas de alto rendimento de jiu-jitsu, brasileiros, adultos, homens, com graduação nas faixas marrom ou preta, medalhistas em competições internacionais. O método de análise empregado foi o Discurso do Sujeito Coletivo. Como principais resultados têm-se: a importância das vivências esportivas diversificadas e jogos deliberados nos anos de experimentação; a especialização em outra modalidade esportiva antes da iniciação no jiu-jitsu; a iniciação e especialização no jiu-jitsu ocorreram em média aos 18 ± 3,2 e 19,3 ± 3,3 anos de idade, respectivamente; a fase de investimento caracterizou-se como um período de mudanças gradativas, almejando o alto rendimento; a existência de trajetórias alternativas
ao DMSP (thresholds), que contribuíram para a formação esportiva dos atletas. Conclui-se que o grupo estudado apresentou uma trajetória de formação esportiva não condizente com o observado na literatura sobre outras modalidades esportivas e o proposto pelo DMSP. Ainda assim, estes atletas atingiram altos níveis competitivos, com resultados esportivos relevantes em nível internacional. As vivências diversificadas até a idade adulta, e a especialização tardia na modalidade, destacam-se como particularidades nesse processo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-05-28
Como Citar
Vicentini, L., & Marques, R. (2020). Formação esportiva no jiu-jitsu. Revista Brasileira De Educação Física E Esporte, 32(4), 655-670. Recuperado de http://www.revistas.usp.br/rbefe/article/view/170213
Seção
Artigos