Consumo de suplementos e risco de distúrbios no comportamento alimentar em atletas adolescentes de Porto Alegre

Autores

  • Luiza Laubert La Porta Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Departamento de Nutrição,, Porto Alegre, RS, Brasil
  • Fernanda Donner Alves Centro Universitário Ritter dos Reis, Porto Alegre, RS, Brasil
  • Carolina Guerini de Souza Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Departamento de Nutrição, Porto Alegre, RS, Brasil; Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Centro de Estudos em Alimentação e Nutrição, Porto Alegre, RS, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-4690.v33i1p13-20

Palavras-chave:

Esportes Juvenis, Exercício, Suplementos Nutricionais, Transtornos da Alimentação e da Ingestão de Alimentos

Resumo

O objetivo do presente estudo foi avaliar o consumo de suplementos alimentares por atletas adolescentes de diferentes modalidades esportivas de um clube de Porto Alegre, o risco de distúrbios no comportamento alimentar e possíveis associações destas variáveis com o treinamento esportivo. Trata-se de um estudo transversal com 133 atletas federados praticantes de nove modalidades esportivas em que foram avaliados
o consumo de suplementos alimentares, comportamento alimentar e insatisfação com a imagem corporal. A amostra foi composta por adolescentes sendo predominante o sexo masculino (57%), com idade média de 15,8 ± 2 anos. Mais de 30% declarou consumir suplementos, com objetivo principal de melhorar o desempenho esportivo, sendo o carboidrato e a proteína os mais citados. Dos que consumiam 80% tinha
orientação nutricional da nutricionista do clube para este uso. Participar de modalidades esportivas individuais e praticar musculação aumentaram a probabilidade de consumo de suplementos em 6 e 15 vezes, respectivamente. A avaliação do comportamento alimentar resultou em baixo risco de distúrbio, e a insatisfação com a imagem corporal foi menor nos homens que usavam suplementos (p = 0,048). Portanto,
a população de atletas adolescentes estudada apresentou um maior consumo de suplementos alimentares nos atletas que praticavam esportes individuais e musculação, em sua maioria, na busca de melhora de desempenho e melhora da imagem corporal. A presença de nutricionista no clube esportivo pode estar relacionada com a baixa prevalência de distúrbios do comportamento alimentar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-04-29

Como Citar

La Porta, L. L., Alves, F. D., & Souza, C. G. de. (2019). Consumo de suplementos e risco de distúrbios no comportamento alimentar em atletas adolescentes de Porto Alegre. Revista Brasileira De Educação Física E Esporte, 33(1), 13-20. https://doi.org/10.11606/issn.1981-4690.v33i1p13-20

Edição

Seção

Artigos