Equoterapia como ação extensionista de inclusão social e escolar

Autores

  • Ana Cristina Silva Daxenberger Universidade Federal da Paraíba - UFPB
  • Josilene Maria da Cunha Castro Associação de Pais e Amigos do Expecional (APAE)
  • Maria Lorena de Assis de Assis Cândido Universidade Federal da Paraíba - UFPB
  • Lara Toledo Henriques Universidade Federal de Juiz de Fora

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-4690.v34i0p29-38

Palavras-chave:

APAE, Atendimento especializado, Pessoas com deficiência

Resumo

Este artigo tem por objetivo apresentar as ações de um projeto de extensão universirária que traz como foco principal a inclusão social e escolar, em parceria com Ministério Público do Trabalho, Associação de Pais e Amigos do Expecional e Universidade Federal da Paraíba por meio da prática de equoterapia. As ações foram realizadas de 2016 a 2018, por meio de sessões semanais, com duração de 20 a 30 minutos, a 24 pessoas com deficiência, sendo atendidas por especialistas na área de fisioterapia, fonoaudiologia, psicologia, educador fisico, pedagoga e equitadores (universitários extensionistas). Houve melhoras quanto à postura corporal, a oralidade, propriopercepção, tónus muscular, aspectos social entre outros. Quanto à formação social dos universitários podemos apontar envolvimento social e responsabilidade no aspecto humano e profissional. Os desafios a serem enfretados é a falta de recursos financeiros para ampliação do projeto e fortalecimento das redes sociais para aceitação da diversidade. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Brasil. Constituição Federal Brasileira. Brasília: Senado Federal: 1988.

Organização das Nações Unidas. Declaração dos Direitos Humanos [Internet]. 1948 [citado 14 abr 2020]. Disponível em: https://www2.senado.leg.br/bdsf/bitstream/handle/id/508144/000992124.pdf?sequence=1&isAllowed=y

Brito DS, Rosa ACS. A APAE: missão, histórico e características de atendimento: um olhar sobre a APAE de Areia-PB. Campina Grande: In Anais... Cobesc, 2013.

Associação Nacional de Equoterapia. VI curso básico de equoterapia. ANDE; João Pessoa, 2015.

Associação Nacional de Equoterapia. Associação Nacional de equoterapia [Internet]. 2017. [citado 03 abr 2017]. Disponível em: www.equoterapia.org.br.

Cirillo C. Entrevista do mês de Julho/08 - Cel. Cirillo - ANDE - BRASIL.

Alves BD. Reflexões sobre a prática da equoterapia e o desenvolvimento de crianças com paralisia cerebral. UFRJ, 2014.

Bezerra ML. Equoterapia: tratamento terapêutico na reabilitação de pessoas com necessidades especiais. Fanorp: Fortaleza, dissertação de especialização, 2011.

Wickert H. O cavalo como instrumento cinesioterapêutico. Apostila do IV curso básico de equoterapia. ANDE: João Pessoa, 2015.

Silva CH. Equoterapia para cegos: teoria e técnica de atendimento. Campo Grande: UCDB, 2004.

Ferreira JB. Os benefícios da equoterapia no tratamento de portadores de Síndrome de Down. Rio de Janeiro: Universidade Veiga de Almeira, (2008). Trabalho de Conclusão de Curso.

Uzun ALL. Equoterapia: aplicação em distúrbios do equilíbrio. São Paulo: Vetor, 2005.

Freire HBG. Equoterapia: teoria e técnica: uma experiência com crianças autistas. São Paulo: Vetor, 1999.

Brasil. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, 9.394. Brasília: Senado Federal, 1996.

Brasil. Lei Brasileira de Inclusão, 13.146. Brasília: Senado Federal, 2015.

Unesco. Declaração de Salamanca [Internet]. 1994. [citado 20 jan 2020]. Disponível em: https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000139394.

Unesco. Declaração de Guatemala [Internet]. 1999. [citado 14 abr 2020]. Disponível em : https://iparadigma.org.br/biblioteca/gestao-publica-convencao-da-guatemala-de-1999-convencao-interamericana/.

Unesco. Declaração de Dakar. [Internet]. 2000. [citado 14 abr 2020]. Disponível em: http://www.direitoshumanos.usp.br/index.php/Direito-a Educa%C3%A7%C3%A3o/declaracao-de-dakar.html.

Sassaki RK. Inclusão: construindo uma sociedade inclusiva. Rio de Janeiro: WVA. (19). 2001.

Downloads

Publicado

2020-07-31

Como Citar

Daxenberger, A. C. S., Castro, J. M. da C., Cândido, M. L. de A. de A., & Henriques, L. T. (2020). Equoterapia como ação extensionista de inclusão social e escolar. Revista Brasileira De Educação Física E Esporte, 34(Esp.), 29-38. https://doi.org/10.11606/issn.1981-4690.v34i0p29-38