Inatividade física, comportamento sedentário e excesso de peso corporal associados à condição socioeconômica em jovens

  • Aldemir Smith-Menezes Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe
  • Maria de Fátima da Silva Duarte Universidade Federal de Santa Catarina; Centro de Desportos
  • Roberto Jerônimo dos Santos Silva Universidade Federal de Sergipe
Palavras-chave: Atividade motora, Sobrepeso, "Status" socioeconômico

Resumo

Este trabalho teve por objetivo verificar a associação entre fatores da condição socioeconômica com a inatividade física, comportamento sedentário e excesso de peso corporal em jovens. A amostra deste estudo foi composta por 758 sujeitos, retirada da população de jovens em condição de alistamento militar. As variáveis independentes do estudo foram: classe econômica, estado civil, escolaridade, ser trabalhador. A inatividade física, exposição ao comportamento sedentário e excesso de peso corporal foram utilizados como variáveis dependentes. Após ajuste, verificou-se associação entre a inatividade física e os indicadores de condição econômica escolaridade (RP = 1,42; IC 95% = 1,00-2,01) e ser trabalhador (RP = 1,67; IC = 95% 1,21-2,32). O excesso de peso corporal associou-se com as classes econômicas "C" (RP = 2,60; IC 95% = 1,40-4,84) e "D/E" (RP = 2,08; IC 95% = 1,26-3,44). Conclui-se que jovens com maior escolaridade e que não trabalhavam foram mais inativos fisicamente e que os que estavam em menor condição econômica mostraram-se com excesso de peso corporal.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2012-09-01
Como Citar
Smith-Menezes, A., Duarte, M., & Silva, R. (2012). Inatividade física, comportamento sedentário e excesso de peso corporal associados à condição socioeconômica em jovens. Revista Brasileira De Educação Física E Esporte, 26(3), 411-418. https://doi.org/10.1590/S1807-55092012000300007
Seção
Sociocultural