A liderança e coesão grupal no futebol profissional: o pesquisador fora do jogo

  • Rafael Moreno Castellani Universidade Estadual de Campinas
Palavras-chave: Pesquisa, Futebol profissional, Grupo, Vinculo, Psicologia social

Resumo

Este estudo buscou retratar os efeitos da liderança sobre o funcionamento do grupo; detectar a importância e necessidade de um grupo coeso no futebol profissional; descrever/analisar a relação entre o pesquisador e clube; e apontar as limitações e obstáculos enfrentados durante a pesquisa de campo. De cunho qualitativo e com referencial teórico da psicologia social, sobretudo Kurt Lewin e Pichon-Rivière, este estudo partiu da análise de um grupo de futebol profissional. Dentre as dificuldades encontradas destacam-se: impossibilidade de acesso às situações/locais sugeridos metodologicamente; negativas de entrevistas; rejeição da aplicabilidade do teste de livre escolha. Identificou-se a vontade/necessidade do clube em manter ao pesquisador estas limitações. O vínculo criado e papéis assumidos prejudicaram ainda mais as análises. A percepção da importância da liderança e da coesão do grupo está presente no futebol profissional tendo a liderança situacional e a democrática maior relevância neste contexto específico.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2012-09-01
Como Citar
Castellani, R. (2012). A liderança e coesão grupal no futebol profissional: o pesquisador fora do jogo. Revista Brasileira De Educação Física E Esporte, 26(3), 431-445. https://doi.org/10.1590/S1807-55092012000300009
Seção
Sociocultural