Performances urbanas: Formas artísticas e Intervenções Urbanas

  • Antônio Rodrigues Universidade de São Paulo. Museu de Arte Contemporânea
Palavras-chave: Intervenção. Performance. Estética de resistência. Singularidade. Forma artística.

Resumo

Este estudo apresenta uma reflexão teórica sobre intervenções urbanas através de uma performance artística, não delimitando valores nem limites conceituais para estas duas práticas. Observa-se especialmente uma ação performática, intitulada 'Reenquadrando a Cidade', realizada no centro de São Paulo durante 2016 e 2017. O autor-performer conduz silenciosamente uma moldura clássica de quadros, através de ruas e avenidas da cidade, um dispositivo que deflagra eventos e interações imprevisíveis. O objetivo é investigar a dimensão política e estética de intervenções no espaço urbano para compreender as resiliências culturais latentes nas práticas produtivas e culturais que envolvem a relação entre o corpo e a cidade. Almeja-se ainda desenvolver novas formas de pensar, conceitual e corporalmente, o fenômeno contemporâneo da presença de um corpo dissonante nos espaços públicos da urbe. Indaga-se assim em que medida estas atuações inauditas tem o poder de instaurar singularidades alternativas aos processos dominantes de subjetivação que modelam, emolduram ou mesmo pré-determinam comportamentos, olhares, espaços e portanto pensamentos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Antônio Rodrigues, Universidade de São Paulo. Museu de Arte Contemporânea
doutorando pelo programa Interunidades em Estética e História da Arte do MAC – USP
Publicado
2018-05-17
Como Citar
Rodrigues, A. (2018). Performances urbanas: Formas artísticas e Intervenções Urbanas. Revista De Cultura E Extensão USP, 19, 43-57. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9060.v19i0p43-57
Seção
Artigos