Charge Política, Revolução e Censura na Síria

  • Nasser Sawan
  • Renata Parpolov Costa Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Palavras-chave: Síria. Revolução. Guerra. Arte. Censura.

Resumo

O objetivo principal deste trabalho é discutir as relações e comunicações simbólicas entre artistas e sociedade na Síria antes e depois do início da guerra, em 2011. Perpassaremos a questão do papel do artista no questionamento do status quo durante a ditadura que se iniciou em 1970 com Hāfid Alasad e continuada durante os anos 2000 por seu filho Baššār Alasad. Durante este tempo, mesmo com a ameaça de um violento governo militar autoritário, floresceram muitas formas de expressão artística crítica ao regime, em diversos campos das artes; entre elas, a arte da charge política e dos quadrinhos foi um importante meio de expressão para tornar público o pensamento crítico censurado. Investigaremos a importância dos quadrinhos políticos de Alī Firzāt para a sociedade síria que vive sob a censura, e que deve atuar de maneira a parecer concordar com o regime.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nasser Sawan
bacharel em Sociologia pela Universidade de Damasco, Síria, e em Língua Árabe e Estudos Islâmicos pela Universidade Islâmica Omdurman em Damasco, Síria.
Renata Parpolov Costa, Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
doutoranda do Programa de Estudos Judaicos e Árabes da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo
Publicado
2018-05-17
Como Citar
Sawan, N., & Costa, R. (2018). Charge Política, Revolução e Censura na Síria. Revista De Cultura E Extensão USP, 19, 107-118. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9060.v19i0p107-118
Seção
Artigos