Relação unidirecional entre confiança do consumidor e rentabilidade do PSI-20 - Influência do ciclo econômico

  • Maria Elisabete Duarte Neves Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Coimbra; Departamento de Finanças
  • Luís Miguel Aragão Duarte Gonçalves Banco BIC Português S. A.; Direção Regional Castelo Branco
  • Mario Joaquim Silva Ribeiro Banco Santander Totta
  • Paulo Jorge Santiago Feiteira Garval-SGM
  • Clara Margarida Pisco Viseu Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Coimbra; Departamento de Matemática e Informática

Resumo

Este trabalho tem como principal objetivo determinar a relação entre sentimento de mercado e taxas de retorno no principal benckmark português e verificar se essa relação é influenciada pelos diferentes ciclos econômicos. Dada a subjetividade inerente à utilização de variáveis que identifiquem o sentimento dos investidores, o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) foi utilizado como indicador de referência. Para alcançar o objetivo proposto, foi realizada análise da estacionariedade das séries temporais, correlação de Pearson e causalidade de Granger utilizando o modelo de vetores autorregressivos e, posteriormente, o Método dos Mínimos Quadrados com variáveis macroeconômicas. Os resultados obtidos sugerem uma relação unidirecional dos retornos do mercado de ações na variável sentimento. De fato, em períodos de recessão, o pessimismo dos investidores induz a comportamentos lineares e a relação sentimento-retorno é mais evidente. Assim, este artigo proporcionará duplo interesse: para a comunidade acadêmica, fornecendo base para investigações futuras, e para gestores e investidores, quanto à percepção de que a previsibilidade dos retornos será mais fácil em períodos recessivos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-12-01
Como Citar
Neves, M., Gonçalves, L., Ribeiro, M., Feiteira, P., & Viseu, C. (2016). Relação unidirecional entre confiança do consumidor e rentabilidade do PSI-20 - Influência do ciclo econômico . Revista Contabilidade & Finanças, 27(72), 363-377. https://doi.org/10.1590/1808-057X201602280
Seção
Artigos