Redução da assimetria informacional sob a ótica do controle gerencial: discussão sobre práticas em empresas transparentes

  • Márcia Maria dos Santos Bortolocci Espejo Universidade Federal do Mato Grosso do Sul; Escola de Administração e Negócios
  • Franciele do Prado Daciê Universidade Paranaense; Departamento de Ciências Contábeis

Resumo

O mercado de capitais é diariamente abastecido por informações, porém, quando disponibilizadas de forma incompreensível, tornam-se uma possível barreira para investimentos. A fim de suprir essa carência, regulamentos constantemente aprimorados intensificam a necessidade de mais e melhores informações. No contexto gerencial, estudos empíricos indicam que há baixo grau de utilização de artefatos modernos da Contabilidade Gerencial; todavia, no âmbito teórico, a Teoria da Contabilidade prescreve que a Contabilidade deve atender eficazmente seus usuários externos e internos. Concebe-se, desta forma, que não somente informações financeiras, como também as de gestão, estariam expressas em seus relatórios. Essa investigação tem como objetivo verificar se existem diferenças quanto ao nível de divulgação de práticas de controle gerencial nos demonstrativos contábeis das companhias indicadas ao Prêmio Transparência organizado pela Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (ANEFAC), Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras (FIPECAFI) e Serasa Experian em relação às demais companhias listadas na Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros de São Paulo (BM&FBOVESPA). Estes elementos foram definidos a partir de uma análise de discurso nos Relatórios de Administração (RAs) e as evidências foram testadas a partir da Análise de Correspondência Múltipla. A amostra é composta por 19 RAs das companhias de capital aberto indicadas ao Troféu Transparência e 129 RAs de companhias listadas da BM&FBOVESPA. Os achados mostram que as companhias indicadas ao prêmio dispõem de algumas categorias informacionais peculiares nos discursos de seus RAs e que esses elementos não são suficientes para evidenciar diferenças no nível de transparência de práticas de controle gerencial.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-12-01
Como Citar
Espejo, M., & Daciê, F. (2016). Redução da assimetria informacional sob a ótica do controle gerencial: discussão sobre práticas em empresas transparentes . Revista Contabilidade & Finanças, 27(72), 378-392. https://doi.org/10.1590/1808-057x201603000
Seção
Artigos