Modelos de mensuração de desempenho e sua influência na captação líquida de fundos de investimento

  • Anderson Rocha de J. Fernandes Universidade Federal de Minas Gerais, Faculdade de Ciências Econômicas, Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional https://orcid.org/0000-0003-3323-1967
  • Simone Evangelista Fonseca Universidade Federal de Minas Gerais, Faculdade de Ciências Econômicas, Departamento de Ciências Administrativas
  • Robert Aldo Iquiapaza Universidade Federal de Minas Gerais, Faculdade de Ciências Econômicas, Centro de Pós-Graduação e Pesquisas em Administração https://orcid.org/0000-0003-1657-2823
Palavras-chave: fundos de investimento, performance, captação líquida, modelos de precificação de ativos, risco de mercado.

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar a relação entre comomentos de terceira e quarta ordens e fatores de risco e sua adequação aos retornos, ao desempenho e à captação líquida de fundos de investimento. Os fatores utilizados para determinar a performance dos fundos e, consequentemente, sua relação com a captação são: retorno de mercado, tamanho, book-tomarket, lucratividade, investimento, coassimetria e cocurtose. Os fundos que constituem a amostra são aqueles classificados como Ações Livre (no período de abril de 2001 a abril de 2015). Metodologicamente, este estudo apresenta duas fases. A primeira se refere à estimação dos parâmetros que representam a sensibilidade dos fundos aos fatores e à comparação dos capital asset pricing models (CAPM), 4 fatores Fama-French-Carhart (FFC), 5 fatores Fama-French (FF5) e 5 fatores FamaFrench com momentum (FF5M), acrescidos ou não dos comomentos, por meio de procedimento de efeitos fixos. A segunda trata da verificação da relação entre a performance e a captação líquida dos fundos. Procedeu-se à reestimação dos modelos por meio de janelas temporais móveis, de modo que o alfa calculado em cada uma delas representasse a performance do fundo no período imediatamente subsequente. Também se estimou a relação captação-performance por meio de regressões transversais, com taxas e idade como variáveis de controle. Os resultados demonstraram que os coeficientes de coassimetria e cocurtose são pouco relevantes para a determinação do desempenho e da captação líquida de fundos de investimento. Dentre os fatores de risco, mercado, tamanho e momentum são os parâmetros que se mostram importantes para os retornos dos fundos. Os modelos FFC e FF5M são aqueles que apresentam maior poder explicativo à especificação dos retornos. Há, ainda, indícios de convexidade na relação entre desempenho e captação.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-09-27
Como Citar
Fernandes, A., Fonseca, S., & Iquiapaza, R. (2018). Modelos de mensuração de desempenho e sua influência na captação líquida de fundos de investimento. Revista Contabilidade & Finanças, 29(78), 435-451. https://doi.org/10.1590/rc&f.v29i78.150640
Seção
Artigos Originais