Análise do processo da comunicação contábil: uma contribuição para a solução de problemas semânticos, utilizando conceitos da teoria da comunicação

  • José Maria Dias Filho Universidade Estadual de Feira de Santana
  • Masayuki Nakagawa USP; FEA; Fipecafi
Palavras-chave: evidenciação, teoria da comunicação, qualidades da informação, processo decisório

Resumo

Tendo em vista que a compreensibilidade das informações contábeis é um dos atributos necessários para que a Contabilidade possa servir ao processo decisório, o presente trabalho procura discutir até que ponto os usuários de tais informações conseguem compreender a terminologia empregada na evidenciação contábil. A literatura revela que a preocupação com o aspecto da compreensibilidade na área contábil não é nova, mas nota-se que ela vem aumentando na medida em que o leque de usuários das informações contábeis se amplia, quer seja impulsionado pelo fenômeno da globalização de mercados, quer pelo progresso das tecnologias da informação. Além disso, observa-se que os usuários mais tradicionais, tais como fornecedores, clientes e investidores, tornam-se mais exigentes em relação à quantidade e à qualidade das informações que lhes são oferecidas. Tomando-se por base a literatura corrente e alguns resultados de pesquisas, levanta-se a hipótese de que muitos termos empregados nas demonstrações contábeis não são compreendidos por seus destinatários ou são interpretados de maneira diferente da que se pretendia. Alega-se que uma das prováveis causas desse desencontro entre significados pretendidos e alcançados não reside apenas no uso de termos eminentemente técnicos, mas também no hábito de os contadores atribuírem significados técnicos a palavras que são utilizadas com sentido diferente na linguagem comum. A título de exemplo, cite-se que o usuário tanto pode ignorar o significado contábil de um termo como goodwill, como também atribuir um significado diferente do desejado ao termo depreciação. Se isso pode ocorrer com usuários mais familiarizados com a terminologia contábil, a exemplo de investidores, credores e outros semelhantes, o que pode ser dito em relação aos menos tradicionais, tais como entidades de proteção ambiental, organizações não governamentais voltadas para a defesa dos direitos humanos, ou até mesmo o cidadão comum que, por si próprio, recorra a demonstrações contábeis para conhecer a relação das empresas com o ambiente onde opera? Diante disso, e considerando que a Contabilidade se caracteriza como um processo de comunicação, propõe-se que se utilizem os conceitos da Teoria da Comunicação para desenvolver e aprimorar metodologias que permitam ajustar a terminologia utilizada na evidenciação contábil às características e necessidades de seus usuários. Se a referida Teoria tem sido utilizada com muito êxito em diversos ramos do conhecimento humano, tais como a economia, a psicologia e a biofísica, é provável que a Contabilidade também possa extrair proveito de seu arcabouço conceitual para alcançar maior eficácia no processo de comunicação das informações contábeis.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2001-08-01
Como Citar
Dias Filho, J., & Nakagawa, M. (2001). Análise do processo da comunicação contábil: uma contribuição para a solução de problemas semânticos, utilizando conceitos da teoria da comunicação . Revista Contabilidade & Finanças, 12(26), 42-57. https://doi.org/10.1590/S1519-70772001000200003
Seção
Artigos