Evidências de elementos de institucionalização do Balanced Scorecard na obra "A estratégia em a ção": um olhar baseado na teoria institucional

  • Paschoal Tadeu Russo University of São Paulo School of Economics, Business Administration and Accountancy, Brazil; Department of Accountancy and Actuarial Sciences
  • Claudio Parisi University of São Paulo, Brazil; Faculty and researcher at Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado, Brazil
  • Evandir Megliorini University of São Paulo, Brazil
  • Claudiane Barbosa de Almeida Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado, Brazil
Palavras-chave: BSC, Teoria Institucional, Gestão, Estratégia

Resumo

O Balanced Scorecard (BSC) é uma metodologia que possibilita aos gestores definir e implementar um conjunto de indicadores, financeiros e não financeiros, de forma balanceada para avaliação do desempenho de uma organização sob quatro perspectivas. Muitas empresas que investem em sua implantação não obtêm o êxito esperado, situação essa que pode ser atribuída a diferentes fatores, como: problemas estratégicos, falhas no planejamento, definição de objetivos e metas mal formuladas. Entretanto, parcela do insucesso pode ser atribuída a não institucionalização de hábitos e rotinas. Nesse sentido, neste trabalho, objetiva-se, com base na Teoria Institucional, verificar, na obra "A Estratégia em Ação - Balanced Scorecard", se existem evidências de que o modelo do BSC proposto pelos autores (Kaplan & Norton) possui elementos que favoreçam a sua institucionalização. Para isso, foi desenvolvida uma pesquisa bibliográfica qualitativa. Identificaram-se 404 evidências, classificadas conforme processos inerentes à institucionalização desenvolvidos por Tolbert e Zucker e à legitimação / legitimidade proposta por Scott. Com base nesses achados, depreende-se que a obra tem preocupação prioritária em legitimar o artefato junto às organizações, apresentando-o como um instrumento consagrado de gestão. Os aspectos para suporte ao estágio de semi-institucionalização (26% dos achados) e ao estágio de total institucionalização (10% dos achados) permitem concluir que os autores se preocupam em propor um artefato sem o foco efetivo em sua institucionalização, o que pode, de certa forma, justificar a grande dificuldade encontrada por muitas empresas que investem na implantação dessa metodologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2012-04-01
Como Citar
Russo, P., Parisi, C., Megliorini, E., & Almeida, C. (2012). Evidências de elementos de institucionalização do Balanced Scorecard na obra "A estratégia em a ção": um olhar baseado na teoria institucional . Revista Contabilidade & Finanças, 23(58), 7-18. https://doi.org/10.1590/S1519-70772012000100001
Seção
Artigos