[1]
M. Guzella e C. Campani, Poder preditivo do desempenho de fundos brasileiros de ações a partir do R2 como medida do grau de seletividade, Rev. Contab. Finanç., vol. 28, nº 74, p. 282-296, ago. 2017.