A suavização do lucro líquido e a persistência das contas de resultado nas empresas brasileiras de capital aberto

Palavras-chave: Persistência do lucro, Suavização de resultados, Accruals discricionários, Qualidade da informação contábil

Resumo

A literatura não é conclusiva sobre a suavização de resultados representar ou não boa qualidade da informação contábil, por ser uma forma de gerenciamento de resultados e por também estar associada à persistência do lucro. Este trabalho usa as contas de resultado para verificar se a suavização do lucro líquido, atendendo aos interesses dos gestores, pode coexistir com a persistência, conferindo aos investidores maior capacidade de predizer fluxos de caixa futuros. Com a amostra formada por 295 empresas brasileiras, no período de 2010 a 2015, verificou-se que existem contas, formando o lucro líquido, que são persistentes. Contudo, ao observar o grupo de tratamento, formado apenas pelas empresas que mais suavizam o lucro líquido, verificou-se que há contas que mantêm sua persistência e outras que deixam de apresentar persistência significativa. Em outra amostra, formada pelas 76 empresas que mais suavizam o lucro líquido, com o grupo de tratamento formado pelas empresas que suavizam, utilizando accruals discricionários, observou-se que as contas despesa de venda e outras receitas e outras despesas operacionais mantêm a persistência. Esses resultados sugerem que a associação da suavização do lucro líquido com a persistência ocorre por meio das contas de resultado que o compõem, mas há uma redução da capacidade preditiva em empresas que têm seu resultado suavizado.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-09-13
Como Citar
Kajimoto, C. G. K., Nakao, S. H., & Moraes, M. (2019). A suavização do lucro líquido e a persistência das contas de resultado nas empresas brasileiras de capital aberto. Revista De Contabilidade E Organizações, 13, e154173. https://doi.org/10.11606/issn.1982-6486.rco.2019.154173
Seção
Artigos