Sanções do PCAOB sobre as firmas de auditoria brasileiras e reação do mercado brasileiro - um estudo de evento

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1982-6486.rco.2020.165802

Palavras-chave:

Mercado de Capitais, Estudo de Evento, Auditores Independentes, PCAOB

Resumo

O objetivo deste trabalho é de mensurar o efeito financeiro refletido no comportamento das ações de companhias listadas no mercado de capitais brasileiro e auditadas por firmas de auditoria Big Four, após a divulgação de eventos de sanções emitidas pelo PCAOB no período que compreende os anos de 2002 a 2017. Para alcançar este objetivo, a metodologia de pesquisa utilizada foi a de estudo de evento, a partir do histórico dos preços de fechamento das ações extraído da base de dados Economática. Os resultados apresentados corroboram a hipótese semiforte de eficiência do mercado brasileiro, uma vez que foi possível observar que a empresa citada na sanção emitida pelo PCAOB e as empresas que compõem o índice IBOVESPA e que são auditadas por firmas de auditoria BigFour, sofreram retornos anormais após a publicação das censuras do PCAOB em pelo menos um dos períodos analisados para os eventos em estudo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Acito, A. A., Hogan, C. E., Mergenthaler, R. D. (2018). The Effects of PCAOB Inspections on Auditor-Client Relationships. The Accounting Review, 93(2), 1-35. DOI: https://doi.org/10.2308/accr-51811

Antunes, G. A., Lamounier, W. M., & Bressan, A. A. (2006). Análise do" efeito tamanho" nos retornos das ações de empresas listadas na Bovespa. Revista Contabilidade & Finanças, 17(40), 87-101. DOI: https://doi.org/10.1590/S1519-70772006000100007.

Apostolou, N., Crumbley, D. L. Auditors’ Responsibilities with Respect to Fraud: A Possible Shift?. The CPA Journal, 78, 32-37.

Ball, R., & Brown, P. R. (2014). Ball and Brown (1968): A retrospective. The Accounting Review, 89(1), 1-26. DOI: https://doi.org/10.2308/accr-50604

Baraldi, G. P.; Jucá, M. N.; Matsumoto G. S. (2016). O impacto do anúncio da emissão de debêntures no preço das ações: um estudo de eventos. XIX SemeAd, São Paulo.

Bodie, Z.; Kane, A.; Marcus, A.L. (2014). Investments. McGraw-Hill Education, 10th edition, New York.

Boone, J. P., Khurana, I. K., & Raman, K. K. (2014). Did the 2007 PCAOB disciplinary order against Deloitte impose actual costs on the firm or improve its audit quality?. The Accounting Review, 90(2), 405-441. DOI: https://doi.org/10.2308/accr-50867

Boone, J. P., Khurana, I. K., & Raman, K. K. (2016). Spatial Competition in Local Audit Markets and the Fallout on Deloitte from the 2007 PCAOB Censure. Auditing: A Journal of Practice & Theory, 36(2), 1-19. DOI: https://doi.org/10.2308/ajpt-51571

B3. Brasil, Bolsa e Balcão. Metodologia do índice BOVESPA. 2015. Available: <http://www.bmfbovespa.com.br/pt_br/produtos/indices/indices-amplos/indice-bovespa-ibovespa.htm>.

Camargos, M. A., & Barbosa, F. V. (2005). Análise empírica da hipótese de maximização da riqueza dos acionistas nos processos de fusão e aquisição ocorridos no mercado de capitais brasileiro pós-plano real. REGE Revista de Gestão, 12(4), 33-53. DOI: https://doi.org/10.5700/issn.2177-8736.rege.2005.36532

Cardoso, R. L., Saravia, E., Tenório, F. G., & Silva, M. A. (2009). Regulação da contabilidade: teorias e análise da convergência dos padrões contábeis brasileiros aos IFRS. Revista de Administração Pública, 43(4), 773-800. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0034-76122009000400003.

CPC. Comitê de Pronunciamentos Contábeis. (2011). CPC 00 (R1) - Estrutura conceitual para elaboração e divulgação de Relatório Contábil-Financeiro. <http://www.cpc.org.br/CPC/Documentos-Emitidos/Pronunciamentos/Pronunciamento?Id=80>.

DeAngelo, L. E. (1981a). Auditor independence, ‘low balling’, and disclosure regulation. Journal of accounting and Economics, 3(2), 113-127.

DeAngelo, L. E. (1981b). Auditor size and audit quality. Journal of accounting and economics, 3(3), 183-199.

Dee, C. C., Lulseged, A. A., & Zhang, T. (2010). Client stock market reaction to PCAOB sanctions against a Big Four auditor. Contemporary Accounting Research, Forthcoming. Available at SSRN: https://ssrn.com/abstract=1598401

Economática. Tools for Investment Analysis. Base de dados. Mackenzie, São Paulo.

Kos, S. R., Espejo, M. M. D. S. B., & Raifur, L. (2014). O conteúdo informacional do Relatório da Administração e o desempenho das empresas brasileiras do Ibovespa. Revista Universo Contábil, 10(2), 43-62. DOI: https://doi.org/10.4270/ruc.2014211.

Fama, E. F., Fisher, L., Jensen, M. C., & Roll, R. (1969). The adjustment of stock prices to new information. International economic review, 10(1), 1-21. DOI: https://doi.org/10.2307/2525569.

Fama, E. F. (1970). Efficient Capital Markets: A Review of Theory and Empirical Work. The Journal of Finance, 25(2), 383-417. DOI: https://doi.org/10.2307/2325486.

Healy, P. M., & Palepu, K. G. (2001). Information asymmetry, corporate disclosure, and the capital markets: A review of the empirical disclosure literature. Journal of accounting and economics, 31(1-3), 405-440.

Hertog, J. A. (2010). Review of economic theories of regulation. Discussion Paper Series/Tjalling C. Koopmans Research Institute, 10(18).

Homero Jr, P. F. (2014). Impacto das fraudes contábeis no Banco Panamericano sobre a reputação da Deloitte. Revista Contabilidade e Controladoria, 6(2). DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rcc.v6i2.33961

Ito, E. Y. H., Niyama, J. K., & de Melo Mendes, P.C. (2009). Controle de Qualidade dos Serviços de Auditoria Independente: Um Estudo Comparativo entre as Normas Brasileiras e as Normas Internacionais. Revista Contabilidade, Gestão e Governança, 11(1-2).

Jensen, M. C., & Meckling, W. H. (1976). Theory of the firm: Managerial behavior, agency costs and ownership structure. Journal of financial economics, 3(4), 305-360. DOI: https://doi.org/10.1016/0304-405X(76)90026-X

Kliger, D., & Gurevich, G. (2014). Event studies for financial research: A comprehensive guide. Springer.

Lakatos, E. M. & Marconi, M. D. A. (2003). Fundamentos de metodologia científica. São Paulo: Atlas.

Lemes, S.; Neves, L. C. (2008). Estudo empírico sobre o comportamento do retorno e da liquidez média das ações no mercado acionário brasileiro das empresas que emitiram ADRs na NYSE e das que aderiram ao Novo Mercado. In: XXXII Encontro Nacional de Pós-Graduação em Administração. Rio de Janeiro: ANPAD. Anais..., 2008.

Lopes, A. B., Tukamoto, Y., & Galdi, F. C. (2007). Earnings management and cross listing in Brazil. In Congresso Anpcont, v.1.

Martins, G. de A. & Theóphilo, C. R. (2009). Metodologia da investigação científica para Ciências Sociais Aplicadas. São Paulo: Atlas.

MacKinlay, A. C. (1997). Event studies in economics and finance. Journal of economic literature, 35(1), 13-39. https://www.jstor.org/stable/2729691

Muriel, L. E. (2013). Investor and client responses to the first PCAOB sanction and Part II disclosure of a Big N Auditor. PhD diss., University of Tennessee. Available at https://trace.tennessee.edu/utk_graddiss/2466

PCAOB. Public Company Accounting Oversight Board. (2017) PCAOB Annual Report. Available at: <https://pcaobus.org/About/Administration/Documents/Annual%20Reports/2017-PCAOB-Annual-Report.pdf>.

Soares, R. O., Rostagno, L. M., & Soares, K. T. C. (2002). Estudo de evento: o método e as formas de cálculo do retorno anormal. XXVI Encontro Nacional dos Programas de Pós Graduação em Administração, 27, 30-33.

Stigler, G. J. (1971). The theory of economic regulation. The Bell journal of economics and management science, 3-21. DOI: https://doi.org/10.2307/3003160.

Watts, R. L., Zimmerman, J. L. (1983). Agency Problems, Auditing, and the Theory of the Firm: Some Evidence. Journal of Law and Economics. v.26(3), 613-633.

Weber, J., Willenborg, M., Zhang, J. (2008). Does Auditor Reputation Matter? The Case of KPMG Germany and ComROAD AG. Journal of Accounting Research. 46(4), 941-972. DOI: https://doi.org/10.1111/j.1475-679X.2008.00298.x

Publicado

2020-08-12

Como Citar

Vasconcelos, C. de S., Geron, C. M. S., & Vasconcelos, A. L. F. de S. (2020). Sanções do PCAOB sobre as firmas de auditoria brasileiras e reação do mercado brasileiro - um estudo de evento. Revista De Contabilidade E Organizações, 14, e165802. https://doi.org/10.11606/issn.1982-6486.rco.2020.165802

Edição

Seção

Artigos