Um estudo teórico sobre a contabilização dos impactos ambientais no setor sucroalcooleiro

Autores

  • Angelino Fernandes Silva Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Aracéli Cristina de Sousa Ferreira Universidade Federal do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.11606/rco.v4i8.34762

Palavras-chave:

Contabilidade ambiental, setor sucroalcooleiro, e impactos ambientais

Resumo

O presente estudo teve como objetivo demonstrar os principais impactos ambientais decorrentes da produção de etanol a partir da cana-de-açúcar, e propor a evidenciação dos gastos ambientais do setor sucroalcooleiro nas demonstrações contábeis, baseando-se nos métodos existentes de valoração ambiental. Para atingir seu objetivo, utilizou-se da estratégia de pesquisa descritiva e, como meios, valeu-se da pesquisa bibliográfica. Os principais impactos ambientais do setor sucroalcooleiro dizem respeito à diminuição da disponibilidade hídrica decorrente da indução de processos erosivos e da captação superficial de água, a queima da palha da cana-de-açúcar, o descarte inconsciente do vinhoto na natureza a perda da produtividade do solo, da biodiversidade e alterações climáticas. Dentre os métodos de valoração ambiental que podem ser aplicados na valoração dos impactos ambientais destacam-se o custo de controle, custo de reposição, custo de oportunidade, produtividade marginal, método de valoração contingente, custos evitados e mercados de bens substitutos. Destaca-se que o setor sucroalcooleiro é uma grande força econômica do Brasil e que, há muito tempo, as fábricas de açúcar e álcool vêm desenvolvendo e aplicando medidas que têm minimizado os impactos ambientais da sua produção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-04-01

Como Citar

Silva, A. F., & Ferreira, A. C. de S. (2010). Um estudo teórico sobre a contabilização dos impactos ambientais no setor sucroalcooleiro . Revista De Contabilidade E Organizações, 4(8), 139-159. https://doi.org/10.11606/rco.v4i8.34762

Edição

Seção

Artigos