Acordo de leniência na Lei Anticorrupção:

pontos de estrangulamento da segurança jurídica

  • Thiago Marrara Universidade de São Paulo. Faculdade de Direito de Ribeirão Preto (FDRP).
Palavras-chave: acordo de leniência, lei anticorrupção, poder regulamentar

Resumo

O artigo examina o programa de leniência da Lei Anticorrupção, especialmente no tocante ao art. 16. Inicia com as definições de “acordo” e de “programa” de leniência. Em seguida, aborda o regime jurídico da leniência na Lei Anticorrupção, destacando seus benefícios gerais para os infratores colaboradores. Aponta e debate, ademais, as deficiências e falhas desse programa de leniência e como o governo buscou resolvê-los, por exemplo, com a frustrada Medida Provisória 703. Enfim, aborda-se o regime infralegal do acordo, no intuito de destacar seus avanços e situações em que a Administração Pública exorbitou de seu poder regulamentar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thiago Marrara, Universidade de São Paulo. Faculdade de Direito de Ribeirão Preto (FDRP).

Doutor pela Universidade de Munique (LMU). Mestre e bacharel em direito pela USP (FDUSP). Pesquisador do Centro de Estudos em Direito e Desigualdades (CEDD). Organizador do Seminário de Pesquisa de Direito Administrativo (SPDA). Advogado-consultor.

Publicado
2019-08-01
Como Citar
Marrara, T. (2019). Acordo de leniência na Lei Anticorrupção:. Revista Digital De Direito Administrativo, 6(2), 95-113. https://doi.org/10.11606/issn.2319-0558.v6i2p95-113