Mapeamento de fragilidade ambiental por meio de análise geoespacial: Uma aplicação na alta Bacia dos Rios Piracicaba e Sapucaí-Mirim, APA Fernão Dias, MG

  • Danilo Trovó Garófalo Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Geociências
  • Marcos César Ferreira Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Geociências
Palavras-chave: APA Fernão Dias, Fragilidade Ambiental, Mapeamento de risco, SIG, Teste Estatístico Kolmogorov-Smirnov, Análise geoespacial.

Resumo

O objetivo deste artigo é apresentar um procedimento metodológico desenvolvido por meio de técnicas de análise geoespacial em SIG, para o mapeamento da fragilidade ambiental. Este procedimento utiliza as seguintes variáveis geoambientais: índice de vegetação (NDVI), probabilidade de ocorrência de chuvas intensas, declividade do terreno, densidade de lineamentos estruturais e densidade de estradas. O peso atribuído a estas variáveis é estimado por meio do parâmetro D, calculado a partir do teste estatístico Kolmogorov-Smirnov, realizado entre cada variável geoambiental e a frequência de ravinas e movimentos de massa mapeados em imagens Google Earth e checados posteriormente em campo. Os mapas originais das variáveis geoambientais são convertidos em valores fuzzy por meio de funções de afinidade lineares. Esta proposta foi testada na área de proteção ambiental (APA) Fernão Dias, situada no sul do estado de Minas Gerais. Os resultados indicam que as áreas situadas no centro-leste da APA são as mais frágeis, mesmo apresentando remanescentes florestais significativos. Já a oeste da APA, principalmente nas imediações da rodovia Fernão Dias, as áreas de alta fragilidade ocorrem em áreas onde a expansão urbana é mais desordenada e em áreas com grande densidade de culturas anuais, pastagens degradadas e estradas vicinais sem pavimentação. Esta metodologia pode ser utilizada como auxílio às metodologias já tradicionalmente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Danilo Trovó Garófalo, Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Geociências
Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Geografia, Instituto de Geociências, Unicamp
Marcos César Ferreira, Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Geociências
Professor Associado do Departamento de Geografia, Instituto de Geociências, Unicamp
Publicado
2015-06-17
Como Citar
Garófalo, D., & Ferreira, M. (2015). Mapeamento de fragilidade ambiental por meio de análise geoespacial: Uma aplicação na alta Bacia dos Rios Piracicaba e Sapucaí-Mirim, APA Fernão Dias, MG. Revista Do Departamento De Geografia, 29, 212-245. https://doi.org/10.11606/rdg.v29i0.102118
Seção
Artigos