iSAM - Um sistema de indicadores para o monitoramento da Área de Proteção Ambiental Mananciais do Rio Paraíba do Sul

Palavras-chave: Unidade de Conservação, Diagnóstico socioambiental, Recursos hídricos, Desenvolvimento sustentável, Avaliação.

Resumo

A Área de Proteção Ambiental Mananciais do Rio Paraíba do Sul (APA-MRPS) é um importante instrumento de planejamento territorial ambiental que tem como objetivo proteger os mananciais que abastecem mais de 15 milhões de pessoas no sudeste do Brasil. Este espaço protegido inclui áreas rurais e urbanas, com diferentes contextos sociodemográficos e níveis de conservação. O objetivo deste trabalho foi construir um sistema de indicadores espacialmente explícitos, que auxiliasse o diagnóstico socioambiental e o monitoramento da APA-MRPS. O sistema, intitulado iSAM – Indicadores Socioambientais de Monitoramento da APA-MRPS, consiste em um conjunto de indicadores, construídos a partir de dados de sensoriamento remoto e dados censitários, que pretende identificar e localizar no espaço as condições de proteção dos mananciais e os diferenciais sociodemográficos da população residente. A unidade Jaguari foi selecionada para análise, de modo a demonstrar a capacidade do iSAM de representar os diferenciais socioterritoriais existentes nessa unidade de conservação. O iSAM é indicado para apoiar a gestão e o monitoramento sistemático da APA-MRPS. O arcabouço conceitual criado neste trabalho para lidar com a APA-MRPS, com adaptações, pode ser utilizado para a construção de outros sistemas de indicadores no contexto do monitoramento e planejamento territorial de outras áreas protegidas

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sacha Maruã Ortiz Siani, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais

Mestre em Sensoriamento Remoto pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - INPE (2016), e graduação em Engenharia Ambiental e Sanitária pela Universidade de Taubaté (2012). Seu interesse científico é em questões socioambientais, especialmente em áreas protegidas, utilizando geoinformação, sensoriamento remoto e análise espacial.

Silvana Amaral, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais
Ecóloga, formada pela UNESP de Rio Claro, mestre em Sensoriamento remoto pelo INPE, e doutorado, na Escola Politécnica da USP, área de Informação Espacial. Trabalha no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, Divisão de Processamento de Imagens, desde 1995. Interesse científico envolve biodiversidade e ocupação humana na Amazônia Brasileira, estudados através de análise espacial, sensoriamento remoto, geoinformação e modelagem ambiental.
Antônio Miguel Vieira Monteiro, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais
Graduado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal do Espiríto Santo-UFES, com Mestrado em Computação Aplicada pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - INPE, e Doutorado pelo Centro de Ciências Espacias (Space Science Centre) da Escola de Engenharia e Ciências Aplicadas ( School of Engineering and Applied Sciences ) da Universidade de Sussex (The University of Sussex at Brighton) em Engenharia Eletrônica e Controle/Ciência da Computação (Electronic Engineering and Control/Computer Science - EECS), obtido em outubro de 1993. Desde abril de 1985 está com a Divisão de Processamento de Imagens - DPI do INPE. Trabalha com a construção de indicadores geograficamente sensíveis e o uso de geotecnologias e métodos da análise espacial nos estudos de problemas urbanos e de saúde pública. O foco atual está no uso de modelos e simulação computacional como objetos mediadores para estudos de dinâmicas de desigualdades socioterritoriais.
Publicado
2017-08-23
Como Citar
Siani, S. M., Amaral, S., & Monteiro, A. M. (2017). iSAM - Um sistema de indicadores para o monitoramento da Área de Proteção Ambiental Mananciais do Rio Paraíba do Sul. Revista Do Departamento De Geografia, 33, 63-73. https://doi.org/10.11606/rdg.v33i0.119663
Seção
Artigos