O Papel das Infraestruturas Ferroviárias nas Mudanças de Uso e Cobertura do Solo no MATOPIBA

Palavras-chave: Modelagem, LUCC, Soja, Ferrovia, SIG, Geoprocessamento

Resumo

As mudanças do uso e cobertura do solo afetam e são resultantes de complexos processos naturais e socioeconômicos. A infraestrutura rodoviária exerce grande influência nessa dinâmica, contudo o papel das ferrovias nesse processo tem sido pouco debatido. No Brasil, a expansão da agropecuária nas últimas décadas tem demandado investimentos em transporte. Isso inclui o planejamento e construção de ferrovias na região formada pelos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia (MATOPIBA), uma das áreas com maior crescimento e expansão da produção agropecuária. Considerando este contexto, este trabalho tem como objetivo desenvolver uma modelagem espacialmente explícita explorando as associações entre a infraestrutura ferroviária (trilhos, pátios ferroviários e terminais intermodais) e a dinâmica de uso e cobertura do solo em uma área de 650.682 km² no MATOPIBA. O modelo espacialmente explícito desenvolvido para o período 2000-2012 utilizou o método bayesiano dos pesos de evidência para explorar quais os determinantes espaciais das transições entre classes de cobertura do solo e o papel das infraestruturas ferroviárias de transporte nessas mudanças. Os resultados da modelagem forneceram subsídios para conhecer as variáveis e explicar as transições de uso e cobertura do solo no período investigado, também como compilar cenários preditivos do uso e cobertura do solo para as próximas décadas. A modelagem mostrou uma tendência no aumento das áreas destinadas para a produção agropecuária em detrimento das áreas com vegetação nativa . Os resultados também mostraram que as infraestruturas ferroviárias poderão alterar a configuração espacial na região, atraindo a produção agropecuária para os pontos nodais das novas infraestruturas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARAUJO, F. R. N.; ALMEIDA, J. W. L.; SENA, I. S.; NOBREGA, R.A.A. Modelagem de corredores ótimos para instalação de empreendimentos ferroviários com o software livre Dinâmica EGO a partir de produtos gratuitos de sensoriamento remoto. In: XVII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, 2015, João Pessoa. Anais XVII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto. São José dos Campos: Instituto nacional de Pesquisas Espaciais, 2015. v. 1. p. 3549-3556
BELL, E. J.; HINOJOSA, R. C. Markov analysis of land use change: continuous time and stationary processes. Socio-Economic Planning Sciences, v. 11, n. 1, p. 13-17, 1977.
BONHAM-CARTER, G. Geographic information systems for geoscientists: modeling with GIS. New York: Pergamon, 1994. 398 p.
BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Brasil Projeções do Agronegócio 2010/2011 a 2020/2021. Brasília, jun. 2011, 59p.
BRASIL. Decreto nº 8.447, de 6 de maio de 2015. Dispõe sobre o Plano de Desenvolvimento Agropecuário do Matopiba e a criação do seu Comitê Gestor. Diário Oficial da União, Brasília, DF, n.85, p. 2, 6 mai. 2015. Seção 1, Parte 1. 2015
DINIZ, B. P. C. O grande Cerrado do Brasil Central: geopolítica e economia. 2006. 231 f. Tese (Doutorado). Universidade de São Paulo. 2006
EMBRAPA CERRADOS. IV Plano Diretor da Embrapa Cerrados 2008 - 2011 - 2023 / Embrapa Cerrados - Planaltina, DF: Embrapa Cerrados, 2008. 42 p.
FORMAN, R. et al. Road ecology: science and solutions. [S.L.]: Island Press, 2003. 504 p.
FORMAN, R. T. T. Some general principles of landscape and regional ecology. Landscape Ecology, 10, 133–142 (1995).
GOODACRE, A.; BONHAM-CARTER, G. F.; AGTERBERG, F. P.; WRIGHT, D. F. A statistical analysis of the spatial association of seismicity with drainage patterns and magnetic anomalies in western Quebec: Tectonophysics, v. 217, no. 3-4, 1993. p. 285-305.
HAGEN, A. Fuzzy set approach to assessing similarity of categorical maps. International Journey of Geographical Information Science, v 17. n. 3. p. 235-249, 2003.
HAN, H; YANG, C; SONG, J. Scenario Simulation and the Prediction of Land Use and Land Cover Change in Beijing, China. Sustainability, [S.L], n. 7, p. 4260-4279, abr. 2014.
HORVAT, R.; WATANEBE, M.; YAMAGUCHI, C. K. Fertilizer consumption in the region of MATOPIBA and their reflections on Brazilian soybean production. International Journal of Agriculture and Forestry, v 5, n.1, p. 52-59. 2015
IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Mudanças na Cobertura e Uso da Terra 2000 – 2010 – 2012 - 2014. Rio de Janeiro, 2016. 33p
IBISCH, P. L. et al. A global map of roadless areas and their conservation status. Science, [S.L], v. 354, p. 1423-1427, dez. 2016.
KARLSON, M. et al. Design and evaluation of railway corridors based on spatial ecological and geological criteria. Transportation Research Part D: Transport and Environment, [S.L], v. 46, p. 207-228, jul. 2016.
KEELING, D. J. Transportation geography: new directions on well-worn trails. Progress in Human Geography, 31, 217-225. 2007.
LAPOLA, D. M. et al. Pervasive transition of the Brazilian land-use system. Nature climate change, [S.L.], v. 4, p. 27-35, jan. 2014. V. 2, n. 43, p.2-12, 2018.
LIMA, T. C. Modelagem dos vetores de mudança na paisagem no bioma cerrado. 2014. 56 f. Dissertação (Mestrado). Universidade Federal de Minas Gerais, Instituto de Geociências. 2014.
LIMA, T. C.; LIMA, G. M. C.; FREITAS, OLIVEIRA. M.S.; SOARES-FILHO. B.; DINAMICA EGO e Land Change Modeler para simulação de desmatamento na Amazônia brasileira: análise comparativa. In: Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto (SBSR), 16., 2013, Foz do Iguaçu. Anais. São José dos Campos: INPE, 2013. disponível em: . Acesso em: 03 mar. 2017.
MAES, J.; VANELSLANDER, T. The use of rail transport as part of the supply chain in an urban logistics context. In: WCTR Conference, 12, 11-15 July 2010, Lisbon.
MCGARIGAL, K.; MARKS, B. J. FRAGSTATS: spatial pattern analysis program for quantifying landscape structure. Gen. Tech. Rep. PNW-GTR-351. Portland, OR: U.S. Department of Agriculture, Forest Service, Pacific Northwest Research Station. 122 p. 1995.
MIRANDA, E. E.; MAGALHÃES, L. A.; CARVALHO, C. A. Nota Técnica 1: Proposta de delimitação territorial do Matopiba. GITE EMBRAPA, Campinas, mai. 2014. Disponível em: . Acesso em: 03 mar. 2017.
MYERS, N.; MITTERMEIER, R. A.; MITTERMEIER, C. G.; FONSECA, G. A. B.; KENT, J. Biodiversity hotspots for conservation priorities. Nature, v. 403, p. 853-858, fev. 2000.
NOBREGA, R. A. A.; VIEIRA, R. R. T.; BERBERIAN, C. F. Q.; MASUKAWA, N.; QUADROS, E. A. T. Inteligência geográfica para avaliação de propostas de projeto de concessão de corredores ferroviários. Transportes, Rio de Janeiro, v. 24, p. 75-84, 2016.
NOBREGA, R. A. A.; O´HARA, C. G.; SADASIVUNI, R.; STICH, B. M.. Assessing Environmental-Impacted Features of EIA Study in Corridor Planning Based on GIS and Remote Sensing Technologies. In: Simpósio Brasileiro de Ciências Geodésicas e Tecnologias da Geoinformação, 4, [s. l.], mai. 2012. Anais do IV SIMGEO, Recife, p. 1–8.
NOBREGA, R. A. A.; STICH, B. Towards the Long Term Recovery in Mississippi: Understanding the Impact of Transportation System for Economic Resilience. Journal of Leadership and Management., v. 12, p. 21-35, 2012.
OLIVEIRA, L.K.; SANTOS, O.R.; OLIVEIRA, R.L.M.; NOBREGA, R.A.A. Is the location of warehouses changing in the Belo Horizonte Metropolitan Area (Brazil)? A logistic sprawl analysis in a Latin American context. Urban Science, v.2, n. 43, p. 1-12.2018.
SILVEIRA, M. R. A importância geoeconômica das estradas de ferro no Brasil. 2003. 454 f. Tese (Doutorado em Geografia). Universidade Estadual Paulista (UNESP), Presidente Prudente, 2003.
SINGER, D. A., KOUDA, R., 1999, A comparison of weights-of evidence methods and probabilistic neural networks. Natural Resources Research, v. 8, no. 4, p. 287–298
SOARES-FILHO, B.S.; RODRIGUES, H., COSTA, W. Modeling Environmental Dynamics with Dinamica EGO. Centro de Sensoriamento Remoto (IGC/ UFMG) - Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG, Brasil. 2009. Disponível em. http:// www.csr.ufmg.br/dinamica/ tutorial/ Dinamica_EGO_guidebook.pdf. Acesso em: 03.03.2017
SOARES-FILHO B.S., CERQUEIRA, G.C., ARAUJO, W. L., VOLL, E. Modelagem de dinâmica de paisagem: concepção e potencial de aplicação de modelos de simulação baseados em autômato celular. In: Ferramentas para modelagem da distribuição de espécies em ambientes tropicais. Albernaz A.L., Silva J.M.C. da, Valeriano, D.(editores) Editora Museu Paraense Emílio. 2004.
SOUZA, I. N. P.; NOBREGA, R. A. A.; ARAUJO, F. R. N. Modelagem de dados geográficos para otimização do estudo de um corredor ferroviário entre Paracatu-mg e Ipatinga-mg. In: XXVIII ANPET, 2014, Curitiba. Anais do XXVIII ANPET, 2014
SOUZA, I. N. P. Modelagem da relação da rede ferroviária de transportes e das mudanças de uso e cobertura do solo na divisa dos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia. 2017. 201 f. Dissertação (Mestrado). Universidade Federal de Minas Gerais, Instituto de Geociências. 2017.
SPELLERBERG, I.F. Ecological effects of roads and traffic: a literature review. Global Ecology and Biogeography, v.7, 1998; 333p.
THEOBALD, D. M. Estimating natural landscape changes from 1992 to 2030 in the conterminous US. Landscape Ecology, v. 25, p. 999-1011. 2010.
TROMBULAK, S. C.; FRISSELL, C. A. Review of Ecological Effects of Roads on Terrestrial and Aquatic Communities. Conservation Biology, [S.L], v. 14, n. 1, p. 18-30, fev. 2000.
VALEC. Ferrovias VALEC (pdf). 2015. Disponível em: http://www.valec.gov.br/acoes_programas/Downloads/MapaFerroviasValec_15-06-2015. pdf.
VENCOVSKY, V. P. Sistema Ferroviário e o uso do território brasileiro: uma análise do movimento de produtos agrícolas. Dissertação de Mestrado, Instituto de Geociências da Universidade Estadual de Campinas. UNICAMP, V552s. 167p. Campinas, 2006.
VIEIRA, J. C., Desafios de Ferrovia da Integração Centro-Oeste no cerrado. Revista Brasileira de Desenvolvimento Regional, V.3, N.2, P.55-72. Blumenau. 2015.
Publicado
2019-12-13
Como Citar
Souza, Ícaro, Nóbrega, R., & Ribeiro, S. (2019). O Papel das Infraestruturas Ferroviárias nas Mudanças de Uso e Cobertura do Solo no MATOPIBA. Revista Do Departamento De Geografia, 38, 123-136. https://doi.org/10.11606/rdg.v38i1.149574
Seção
Artigos