Macroformas do Relevo da América do Sul

Palavras-chave: , mapa das macroformas,América do Sul, tectônica, orogênese, epirogênese.

Resumo

O relevo sulamericano representado no Mapa das Macroformas do Relevo da America do Sul pode ser interpretado a partir dos processos geológicos e geomorfológicos pós-gondwânicos, aos quais estão relacionadas, a abertura do Oceano Atlântico e a formação da Cadeia Orogenética dos Andes. A tectônica por meio da epirogênese meso-cenozóica, afetou o centro-leste do continente e desencadeou, em conjunto com as atividades climáticas, os processos morfogenéticos denudacionais e estabeleceram a compartimentação do relevo, a qual está aqui representada pelas macroformas também denominadas de Morfoestruturas. Essas macroformas associam-se também às megaestruturas dos Crátons, Cinturões Orogenéticos e Bacias Sedimentares herdadas do Gondwana, produzidas pelas fases erosivas pré e pós-Cretáceo. No oeste do continente com a ocorrência da orogenia e no centro-leste a epirogenia e consequentes arqueamentos e falhamentos criaram desníveis de antigas superfícies de erosão, acompanhadas de processos erosivos e deposicionais mais recentes datados do Terciário e do Quaternário. A esses processos associam-se os períodos glaciais e interglaciais, os quais no mundo tropical se manifestaram por meio dos climas secos e pouco mais frios seguidos de períodos quentes e úmidos alternando-se ao longo do Pleistoceno/Holoceno. Todas as formas interpretadas e analisadas nesta pesquisa são resultantes de processos geomorfológicos exógenos atuantes sobre os materiais que sustentam o relevo da América do Sul.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AB`SABER, A. N. Regiões de Circundesnudação Pós-Cretáceos no Planalto Brasileiro. Boletim Paulista de Geografia. São Paulo, v.1, p.1-21, 1949.
AB`SABER, A. N. Participação das Depressão e Superfícies Aplainadas na Compartimentação do Planalto Brasileiro. Geomorfologia. IGEOG – USP. São Paulo, v.28, 20p., 1972.
AB`SABER, A. N. Megageomorfologia do Território Brasileiro. In: CUNHA, S. B.; GUERRA, A. J. T. (org.). Geomorfologia do Brasil. Rio de Janeiro: Editora Bertrand-Brasil, p.71-106, 1998.
ASSUMPÇÃO, M.; BARBOSA, J. R.; BIANCHI, M.; DROUET, S.; ROCHA, M. P.; FERREIRA, J. M. Sismos Regionais Detectados pela Rede Sismográfica Brasileira - RSBR em 2013-2014. In: XV Simpósio Nacional de Estudos Tectônicos. Vitória, ES, 2015.
CHANG, H. K.; KOWSMANN, R. O.; FIGUEIREDO, A. M. F. Novos Conceitos sobre os Desenvolvimentos das Bacias Marginais do Leste Brasileiro, In Raja Gabaglia, G.P.; Milani, E.J.;-Origem e Evolução de Bacias Sedimentares- Petrobras- p.269-289- Rio de Janeiro-1992. .
COX, R. T. The Role of Mantle Plumes in the Development of Continental Drainage Patterns. Nature. N..York, v.342, p.21-28, 1989.
ENGELN, O. D. von. Geomorphic Units. New York: Ed. Macmillan. 1942.
FONSECA, G. P. S. Formas de Relevo e os Materiais de Superfície do Pantanal de Poconé-MT. Tese de doutorado apresentada à FFLCH/USP, São Paulo, 282 p 2015.
FRUTOS, J. Andean Tectonicas a Consequence of Sea-floor spreading. Tectonophycs. N.York, v.72, p.21-32, 1981.
GONTIJO, A. H. F. Morfotectônica do Médio Vale do Rio Paraíba do Sul: Região da Serra da Bocaina Estados de SP-RJ. 1999p 306p. Tese de doutorado apresentada no Instituto de Geociências e Ciências Exatas/UNESP, Rio Claro – SP, 1999.
HASUI, Y.; COSTA, J. B. S.; BORGES, M. S., MORALES, N.; RUEDA, J. R. J.;- Evolução Morfotectônica do Sudeste do Brasil, in SBG-Anais do Congresso Brasileiro de Geologia- 40 p 78/79 Belo Horizonte,. (1998).
LADEIRA, F. S. B.; SANTOS, M. Tectonic and Cenozoiic Paleosols in Itaqueri´s Hill (São Paulo-Brazil): Implications for the Long Term Geomorphological Evolution. Z. Geomorphology N.F Suppl. Berlin-Stuttgart, v.145, p.37-62, 2006.
MESCERJAKOV, J. P. Les Concepts de Morphostruture et de Morphosculture: un nouvel instrument de l’analyse géomorphologique. Annales de Geographie. v.423, p.539-552, 1968.
ROSS, J. L. S. O Relevo Brasileiro no Contexto da América do Sul, Ver. Bras. Geografia,Rio de Janeiro, v.61 n.1 p.21-58, 2016
ROSS, J. L. S. O Relevo Brasileiro nas Macroestruturas Antigas. Revista Continentes. Rio de Janeiro, UFRRJ, Ano 1, v.2 p.8-27, Rio de Janeiro,2013.
ROSS, J. L. S. Chapada dos Guimarães: Borda da Bacia do Paraná. Revista Depto.Geografia. , FFLCH-USP, v.28, p.180-197, São Paulo 2014.
ROSS, J. L. S. Estudo e cartografia geomorfológica da Província Serrana. MT. Tese de Doutorado apresentada à FFLCH/USP, São Paulo, 1987.
ROSS, J. L. S. Relevo Brasileiro: Uma nova proposta de classificação. Revista do Departamento de Geografia. , v.4, FFLCH/USP, p.25-39, São Paulo, 1990.
ROSS, J. L. S. O Relevo Brasileiro, as Superfícies de aplainamento e os Níveis Morfológicos. Revista do Departamento de Geografia., v.5, FFLCH/USP, p.7-24, São Paulo, 1991.
ROSS, J. L. S. O Contexto Geotectônico e a Morfogênese da Província Serrana de Mato Grosso. Revista I.G., v.12(1/2), p.21-37, São Paulo, 1991.
ROSS, J. L. S. Geomorfologia e Geografia Aplicadas à Gestão Territorial: Teoria e Metodologia para o Planejamento Ambiental. . 322p, 2001. Tese de Livre Docência apresentada à FFLCH/USP, São Paulo, 2001.
ROSS, J. L. S. A Morfogênese da Bacia do Ribeira do Iguape e os Sistemas Ambientais. Revista GEOUSP. , v.12, p.21-46, São Paulo 2002.
ROSS, J. L. S; SOUSA, A. S. A Morfodinâmica no Deserto Andino: Bacia do Rio Siguas-Peru-Anais do XII-SINAGEO- UGB- Crato-CE, 2018
ROSS, J. L. S.; MOROZ, I. C. Mapa Geomorfológico do Estado de São Paulo – escala 1:500.000. FFLCH-USP-IPT-FAPESP, 64p., São Paulo 1997.
SAADI, A. Neotectônica da Plataforma Brasileira: esboço e interpretações preliminares. Revista Geonomos, v.1, p.1-15, Belo Horizonte, 1993.
ZALAN, P. V. Evolução Fanerozoica das Bacias Sedimentares Brasileiras. In: Geologia do Continente Sul-americano: Evolução da obra de F. F. M.de Almeida. São Paulo: Editora Beca, p.595-613, 2004.
Publicado
2019-12-14
Como Citar
Ross, J., Fierz, M., Nepomuceno, P., & de Melo, M. (2019). Macroformas do Relevo da América do Sul. Revista Do Departamento De Geografia, 38, 58-69. https://doi.org/10.11606/rdg.v38i1.158561
Seção
Artigos