SERRA DO GANDARELA: POSSIBILIDADE DE AMPLIAÇÃO DAS UNIDADES DE CONSERVAÇÃO NO QUADRILÁTERO FERRÍFERO-MG

  • Wanderson Lopes Lamounier
  • Vilma Lúcia Macagnan Carvalho
  • André Augusto Rodrigues Salgado
Palavras-chave: Quadrilátero Ferrífero, Serra do Gandarela, Análise Ambiental, Unidades de Conservação

Resumo

O Quadrilátero Ferrífero, localizado na região centro-sudeste de Minas Gerais, se destaca nacionalmente por suas riquezas naturais, e abriga em seu interior áreas de grande relevância para a preservação ambiental. Sendo assim, tendo em vista a necessidade de preservar melhor seu rico acervo natural, o presente trabalho tem como objetivo fazer um levantamento do patrimônio natural da Serra do Gandarela, localizada no interior do Quadrilátero Ferrífero, e avaliar seu potencial para se transformar em uma Unidade de Conservação. Diante disso, foi feito um levantamento das principais características físicas, biológicas e paisagísticas da Serra do Gandarela e seu entorno. Os resultados demonstraram, além de uma área ainda muito conservada, um ambiente com ecossistemas altamente diversificados, com existência de um forte entrelaçamento entre as variáveis físicas e biológicas, bem como uma área de grade potencialidade para realização de pesquisas científicas, práticas de educação ambiental e desenvolvimento do turismo. Assim, diante dos resultados obtidos nesta pesquisa, foi possível identificar que a Serra do Gandarela e seu entorno é uma área prioritária para a conservação no interior do Quadrilátero Ferrífero. Por fim, os resultados apontaram para a necessidade de criação de unidades de conservação na área, em especial um Parque Nacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wanderson Lopes Lamounier
Licenciado em Biologia (2005) pela Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG), mestrado em Geografia (Análise Ambiental) pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Atualmente é Professor do Instituto Federal do Tocantins (IFTO) - Campus Araguatins e Coordenador dos Cursos Superiores. Tem experiência na área de conservação ambiental, atuando nos seguintes temas: ecologia geral; áreas protegidas e diagóstico ambiental.
Vilma Lúcia Macagnan Carvalho
Vilma Lúcia Macagnan Carvalho é licenciada e bacharel em Geografia (1984) pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” Campus de Presidente Prudente/SP, mestre (1991) e doutora (2000) em Geografia pela mesma universidade, Campus de Rio Claro/SP. É Professora Associada do Departamento de Geografia do Instituto de Geociência da Universidade Federal de Minas Gerais (1997) e atua na área de Geografia Física. Colabora desde 2000 com o Programa de Pós-Graduação em Geografia na área de Análise Ambiental, trabalhando com temas voltados para processos de vertente e micromorfologia de solos. É desde 2009 Supervisora do Curso de Geografia na modalidade a distância.
André Augusto Rodrigues Salgado
Possui graduação em Bacharel em Geografia pela Universidade Federal de Minas Gerais (1999), mestrado em Geografia pela Universidade Federal de Minas Gerais (2002), doutorado em Evolução Crustal e Recursos Naturais pela Universidade Federal de Ouro Preto (2006) e doutorado em Geociences - Universite d'Aix-Marseille III (Droit, Econ. et Sciences) (2006). Atualmente é Professor Adjunto III da Universidade Federal de Minas Gerais. Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Geomorfologia, atuando principalmente nos seguintes temas: evolução regional do relevo e mensuração de processos erosivos à longo termo. Desde 2009 colabora como consultor Ad Hoc na avaliação de mérito científico de projetos de pesquisa em Geomorfologia que requerem financiamento junto ao National Science Fondation (NSF) - orgão financiador de pesquisas científicas do Governo Norte-americano. É o atual vice-presidente da União da Geomorfologia Brasileira (UGB).
Publicado
2011-11-20
Como Citar
Lamounier, W., Carvalho, V., & Salgado, A. (2011). SERRA DO GANDARELA: POSSIBILIDADE DE AMPLIAÇÃO DAS UNIDADES DE CONSERVAÇÃO NO QUADRILÁTERO FERRÍFERO-MG. Revista Do Departamento De Geografia, 22, 171-192. https://doi.org/10.7154/RDG.2011.0022.0009
Seção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)