APLICAÇÃO DE SIG NA GERAÇÃO DE CARTAS DE FRAGILIDADE

  • Marcos Reis Rosa
  • Jurandyr Luciano Ross
Palavras-chave: SIG, fragilidade ambiental, geoprocessamento

Resumo

Este trabalho objetiva discutir os vários aspectos relacionados aos Sistemas de Informações Geográficas (SIGs) sob o foco de sua utilização para as disciplinas ligadas às Geociências, mais especificamente para a Geografia. Com isso, pretende-se orientar sobre quando esta tecnologia se torna interessante e ressaltar quais preocupações deve nortear seu processo de implementação. Em um primeiro momento, propõem-se uma classificação desta tecnologia em etapas distintas e, através da descrição e análise de cada uma delas, pretende-se esclarecer e solidificar uma série de incertezas e conceitos que existem nesta área. A intenção é não se aprofundar nos processos computacionais, mas, em alguns casos, isso é necessário para possibilitar a discussão. Num segundo momento, procura-se demonstrar a utilização do SIG através da elaboração de uma Carta de Fragilidade do Relevo-Solo para exemplificar a aplicação das definições e metodologias descritas no início do trabalho. Os dados utilizados na aplicação prática têm como fonte a Carta de Bauxi –MT, folha SD.21ZCI da Diretoria de Serviço Geográfico (DSG) do Ministério do Exército, na escala 1:100.000 – 1975, Imagem de Radar da mesma região na escala 1: 100.000 e Carta de Solos do projeto Radam-Brasil na escala 1:1.000.000.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2011-10-31
Como Citar
Rosa, M., & Ross, J. (2011). APLICAÇÃO DE SIG NA GERAÇÃO DE CARTAS DE FRAGILIDADE. Revista Do Departamento De Geografia, 13, 77-106. https://doi.org/10.7154/RDG.1999.0013.0005
Seção
Artigos