OS EQUÍVOCOS DA NOÇÃO DE "REGIÕES QUE EXPLORAM REGIÕES": CRÍTICA AO CONCEITO DE TRANSFERÊNCIA GEOGRÁFICA DE VALOR DE EDWARD SOJA

  • Luis Lopes Diniz Filho
Palavras-chave: região, regionalização, transferência geográfica, soja

Resumo

Este artigo levanta algumas críticas teóricas ao conceito de transferência geográfica de valor na forma como este é trabalhado por Edward Soja em seu livro Geografias Pós-Modernas: a reafirmação do espaço na teoria social crítica. Seguem, basicamente, duas linhas de argumentação: a)demonstrar a incompatibilidade entre teoria do valor e as tentativas de caracterizar o fenômeno do desenvolvimento desigual como produto de certos mecanismos de exploração centro-periferia; b)indicar que os esforços desse autor para provar a existência de regiões que exploram regiões constituem uma forma de fetichismo do espaço. No final do texto, apresenta-se uma proposta de análise alternativa à de Soja, a partir de outras interpretações do marxismo e da Geografia sobre a temática do desenvolvimento desigual.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2011-11-01
Como Citar
Diniz Filho, L. (2011). OS EQUÍVOCOS DA NOÇÃO DE "REGIÕES QUE EXPLORAM REGIÕES": CRÍTICA AO CONCEITO DE TRANSFERÊNCIA GEOGRÁFICA DE VALOR DE EDWARD SOJA. Revista Do Departamento De Geografia, 13, 165-186. https://doi.org/10.7154/RDG.1999.0013.0010
Seção
Artigos