Avaliação da influência dos modismos gerenciais na adoção de ferramentas de gestão nas redes de supermercados de Santa Catarina

  • Fernando Filardi Fundação Getulio Vargas
  • Maria Terezinha Angeloni Universidade do Sul de Santa Catarina; Departamento de Ciências da Administração
  • Flávio Antônio Cozzatti Complexo de Ensino Superior de Santa Catarina
Palavras-chave: Modelos de Gestão, Modismo Gerencial, Gestão de Supermercados

Resumo

A busca constante pela conquista e retenção do cliente originou um mercado literário de curandeiros e gurus da gestão, que ganharam generosos espaços nas livrarias vendendo fórmulas mágicas na tentativa de transformar a gestão de negócios em ciência exata. Este estudo investigou a situação das maiores redes de supermercados de Santa Catarina, tendo como objetivo verificar quais critérios levaram seus gestores a escolher as ferramentas de gestão adotadas e se há influência do modismo nessa escolha. A pesquisa foi conduzida por meio de um estudo multicaso e contou, como instrumentos de coleta de dados, com entrevistas semiestruturadas e análise documental. A amostra foi delimitada com base nos dados fornecidos pela Associação Catarinense de Supermercados (ACATS), de onde foram selecionadas as dez maiores redes de supermercados de Santa Catarina. Os resultados revelam que os modelos de gestão dessas organizações são construídos de acordo com as necessidades de momento destas e sem planejamento; que as empresas pesquisadas apresentam uma gestão familiar, conservadora e reativa, assim como uma forte coalizão entre seus componentes; e que as ferramentas de gestão adotadas pela maior parte desse universo apresentaram uma homogeneidade na sua origem, bem como nas razões pelas quais foram adotadas, revelando forte influência do modismo empresarial

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2011-06-01
Como Citar
Filardi, F., Angeloni, M., & Cozzatti, F. (2011). Avaliação da influência dos modismos gerenciais na adoção de ferramentas de gestão nas redes de supermercados de Santa Catarina . REGE Revista De Gestão, 18(2), 131-143. https://doi.org/10.5700/rege418
Seção
Administração Geral